A chegada de um novo bebê normalmente causa muita ansiedade, todos esperam pelo grande dia, inclusive o primogênito. Ele participa da preparação do quarto, ajuda escolher as roupinhas, curte os brinquedos da decoração, mas o que ele não sabe é que o irmãozinho irá virar o centro das atenções. Esse processo parece ser bem simples, mas garanto que na maior parte das vezes não é.

Isso porque ao mesmo tempo que a chegada de um novo bebê na família é algo bastante esperado para muitas crianças pode ser um grande desafio. Muitas crianças começam a ficar inquietas, percebem que o nome do bebê é falado o tempo todo, e de alguma forma sentem que muitas coisas poderão mudar em sua vida, e isso é uma grande verdade.

Quando eu engravidei do segundo filho eu li muito, me preparei para que quando chegasse o dia de seu nascimento eu pudesse proporcionar uma boa experiência para o meu filho mais velho. Devo contar para vocês que eu estava sentada no sofá com o meu primogênito quando ele deitou a cabeça na minha barriga e falou: “Mãe, tem um bebê dentro da sua barriga.”. Ele descobriu que eu estava grávida, e eu nem imaginava. Essa é uma experiência muito forte, uma sensibilidade e intuição fantástica, com apenas quatro anos.

Usei esse exemplo para mostrar o quanto as crianças percebem coisas que imaginamos serem impossíveis, então todo cuidado é importante nesse momento, lembrando que esse ser pequenino também precisa de muita atenção.

Como preparar o filho para a chegada do irmãozinho:

– O filho mais velho ainda é uma criança, muitas vezes ainda bem pequenina, então evite falas como você já é grande, como se ele tivesse o entendimento real do que isso significa. Se no momento não puder dar a atenção que ele precisa, se lembre que é importante que ele participe na hora da troca da fralda e do banho, ou com pequenas tarefas sob a supervisão de um adulto. Desta forma irá se sentir incluído, fazendo parte desses momentos especiais com a família;

– Apesar de a mãe ser muito importante para o bebê, para o filho maior também é, então cuide para que ele tenha momentos somente com a mãe, enquanto o pai ou outro adulto possa ficar com o bebê;

– É importante que o filho maior possa ter um momento especial na hora de conhecer o irmãozinho, portanto é interessante reservar esse espaço, somente ele, os pais e o bebê. Desta forma poderão estar atentos, mostrar o quanto a família é especial, e se acharem conveniente, podem comprar um presente como se fosse o bebê que está dando para o irmão mais velho, isso tornará o momento ainda mais especial;

– Peça para as visitas que falem primeiro com o filho mais velho, assim ele se sentirá importante, pois na maioria das vezes a criança acaba sendo excluída por ser um momento de muita felicidade.

Pequenos cuidados podem minimizar o impacto que a criança irá sentir com relação ao irmão, atitudes simples, porém efetivas ajudarão para que os laços entre irmãos sejam os mais fortes possíveis, evitando sofrimento, ciúmes e raiva. Lembrando que crianças também sofrem, e sendo assim precisam ser constantemente acolhidas, assim crescerão seguras que são amadas, o que impactará em todas as suas relações futuras.