O amor é um sentimento que surge quando nos envolvemos com uma pessoa que nos toca profundamente, que nos faz sentir o desejo de ficar ao lado e enfrentar qualquer situação juntos. Uma sensação de paz, de acolhimento, de reciprocidade, cumplicidade e respeito. Os beneficiados podem usufruir de um sentimento de paz interior muito forte, sabendo que quem veio para ficar vale a pena.

Só que nem sempre nos envolvemos com pessoas que estão dispostas a abrir o coração e muitas vezes acabamos nos deparando com situações que estão além da nossa possibilidade e responsabilidade em resolver. Aproximamo-nos de quem está fechado para o amor, para quem só quer se divertir, alguns são caçadores natos e outros ainda estão ainda presos em algum relacionamento anterior.

O fato é que tem algumas pessoas que insistem em permanecer ao lado de quem não está disposto a construir uma relação, se sentem atraídas pelo mistério, pelas ausências, pelos jogos de manipulação. Não percebem que podem sair desse movimento patológico e se permitem a ficar e tentamos conquistar um lugar na vida de quem não está querendo nada.

As maiores queixas, que ouço dos pacientes que atendo, são de que se entregam e tentam dar o que têm de melhor para que o relacionamento dê certo, mas o outro só está querendo satisfazer o próprio ego, buscando prazer sexual e até mesmo manipulando com o intuito de machucar.

Na verdade há muitas pessoas querendo ter alguém bacana ao seu lado, mas que não estão dispostas a resolver de forma efetiva os relacionamentos e traumas anteriores. Desejam que algo mágico ocorra e que sejam presenteados com o grande amor de suas vidas, ignorando o fato de quem precisam sim curar feridas, aprender a tratar o outro com respeito, regando e cuidando do que fala e de como trata o parceiro.

Em função de tantas situações complexas que podemos enfrentar ao conhecer alguém, é preciso que estejamos atentos ao nosso real desejo. O que está buscando para sua vida? O que o outro tem para oferecer de verdade a você? Quais valores são fundamentais para que você vá em frente ou se desligue de alguém que se interessou?

É preciso se cuidar, estar atento aos sinais e não embarcar em canoas furadas. Tem muita gente aí fora machucando pessoas bacanas, que inventam desculpas vazias como se estas bastassem para o seu comportamento irresponsável. Acreditam que um simples “sinto muito” é o suficiente para escaparem da sua responsabilidade ao machucar alguém.

O amor é um sentimento nobre e que só se desenvolve em terrenos férteis, onde realmente existe a possibilidade de troca real, uma disposição verdadeira de somar, todo o resto é paixão. Paixão envolve desejo sexual, pele, atração que tira o fôlego, que causa inquietação, e tudo bem se você sentir isso, só não se confunda e entregue o seu coração caso perceba que só você está disposto a ir em frente.

Agora, ao se deparar com aquela pessoa que se entrega sem medo, que ouve você sem julgamento, que te elogia, que rega a relação todos os dias, que te respeita e apoia, aí sim vá em frente e se permita ser feliz. Temos algo muito valioso que é a nossa capacidade de amar, não devemos entregar algo tão divino para qualquer pessoa que surgir em nossa vida sem antes avaliar se há reciprocidade.

Ame quem quer ficar ao seu lado, construa um relacionamento real, aí, meu amigo, você poderá entrar de cabeça, com intensidade e vivendo o que um relacionamento traz de melhor, um amor verdadeiro.