Todos nós experimentamos em algum momento de nossa jornada sentimentos de solidão, como se estivéssemos desencaixados, uma sensação de não pertencimento, de extrema desproteção, real ou imaginária. Essas sensações podem ser passageiras, surgirem em momentos pontuais da vida ou podem vir para denunciar um quadro mais complexo que sugere uma depressão.

Mas nem sempre relacionamos esses sentimentos com os sintomas de um quadro depressivo e seguimos com a sensação de inadequação. Aos poucos vamos nos recolhendo para dentro da concha, e quanto mais fazemos esse movimento, mas o quadro pode se agravar.

Quando iniciamos esse comportamento de recolhimento, fazemos porque acreditamos que desta forma estaremos nos protegendo, mas nesse momento aparecem sensações mais complexas que geram desespero e até sintomas de pânico. Fica tudo muito confuso, nem sempre é possível determinar o que pode estar ocorrendo, somos tomados pela dor e pela tristeza, não temos disposição e nem energia para fazermos atividades que antes eram prazerosas.

Levantamos pela manhã, vamos trabalhar, respondemos aos colegas e chefes sem a devida atenção. Erros começam a surgir, sinais de que algo está muito errado vão explodindo por todos os lados, até o momento que qualquer situação ao redor pode servir de gatilho para uma crise de choro e perda de controle.

Se você está se identificando com o que estou escrevendo é porque sabe o quanto é angustiante estar nesse lugar, sentindo-se sozinho dentro de um oceano de sentimentos desencontrados e ainda sem conseguir ser compreendido ou mesmo respeitado em sua dor.

Todo o sentido da vida se esvai, nada dá prazer e muito menos alegria. Nesse momento em que se percebe sem força é que precisa se dar o melhor dos remédios, a sua compreensão e acolhimento com o que está passando. Já tem muitas pessoas te julgando, então é necessário que seja mais flexível e aceite que não dá mais para continuar sem ajuda especializada, pois o buraco está muito fundo e somente você pode se ajudar, olhando, falando e colocando situações, mágoas, tristezas, raivas, sentimentos diversos que foram sendo acumulados no decorrer dos anos para fora.

A depressão revela uma profunda solidão, mesmo que esteja ao lado de muitas pessoas, pois o que conta é a qualidade das relações, o sentimento de pertencimento e a validação.