Pensar na ansiedade como um sintoma que ultrapassa questões orgânicas pode parecer muito estranho para quem está acostumado a entender as doenças excluindo os fatores emocionais. Mas o fato é que não tem como separar os aspectos mentais, tudo o que sentimos tem um impacto direto na nossa saúde.

A ansiedade é um estado natural assim como o medo e fazem parte de nossa vida. Nosso corpo reage frente a situações que  são desafiadoras, mexem com nossas emoções e desta forma um simples convite para sair com quem gostamos ou até a apresentação de um trabalho pode nos levar a reações de ansiedade.

O importante é identificar se a ansiedade ultrapassa o que seria considerado saudável e começa afetar a sua vida interferindo em sua rotina causando mal-estar e dificuldades. Muitas vezes uma tarefa simples pode se transformar em um grande transtorno para a pessoa ansiosa, pois ela não consegue focar no momento presente e passa a viver em função de situações que ainda não aconteceram.

Os sintomas de ansiedade são diversos e podem variar de acordo de acordo com o ambiente e história de vida de uma pessoa como: palpitação, falta de ar, dificuldade de manter a concentração, insônia, medo constante, sensação de perda de controle, irritação, agitação, etc.

A ansiedade pode ser controlada por meio de medicações, mas o mais importante é buscar mudar os hábitos inserindo na rotina atividades que levam a um olhar para dentro de si mesmo. A Yoga e a meditação são bons recursos para se aprender a focar no momento presente que é a base que proporciona a calma e diminuição da ansiedade.

O manter-se presente é uma capacidade que vamos adquirindo com a prática diária e que pode ser desenvolvida com o hábito de tirar um tempo para ficar em silêncio e prestar a atenção na respiração. Quanto mais presente consegue ficar, mais facilidade em se observar, entender os seus comportamentos, pensar antes de tomar alguma decisão ou falar. A ansiedade diminuiu de forma fantástica, pois a vida acontece no agora, não faz sentido ficar sofrendo e vivendo por situações que não aconteceram ainda.

Existem várias formas de se trabalhar o comportamento para se ficar presente, existem até meditações ativas para aqueles que não conseguem ainda manter-se quieto em silêncio. Eu mesma toco Harmonium, um instrumento indiano que me faz ficar focada e me dá muito prazer. Encontrar uma atividade que goste é um caminho, lembrando-se de focar no que está fazendo, sem julgamento e sem construir pensamentos, isso é, cada vez que perceber que está pensando, foque novamente na atividade e na respiração.

Acredito que possa encontrar um caminho para driblar sua ansiedade, e você só saberá permitindo-se a experimentar.