Sandra Bullock concorre ao Oscar de melhor atriz por sua atuação em ‘Gravidade’ Foto: Reuters

Nas fotografias e vídeos do tapete vermelho do Oscar vemos belos ‘closes’ e sabemos que as atrizes começam a se arrumar muitas horas antes para apresentarem maquiagens e cabelos perfeitos. No entanto,  as belas imagens não são feitas só de maquiagem, a preparação para encarar muitos fotógrafos e cinegrafistas começa dias antes com procedimentos estéticos.

O Botox e o preenchimento com ácido hialurônico (que remove rugas, realça o contorno facial, cria lábios mais cheios e rejuvenesce a pele) continuam sendo os mais utilizados para dar aquele ar leve, descansado e ‘abrir’ o olhar. Dias antes de grandes eventos, entra em cena o peeling químico que, geralmente, utiliza ácido glicólico ou retinóico. Na véspera, recorre-se a aparelhos de radiofrequência, como o Reaction,  no corpo, rosto e pescoço, que são indicados para combater flacidez, celulite e reduzir o contorno corporal.

Mas novas técnicas também estão entrando na rotina pré-premiação. Entre elas o ‘Drug Delivery System’ que abre canais na pele através de micropunturas, ou seja microfurinhos, com um laser para injetar vitaminas como a C e a E.  Outros recursos são os ‘Skinboosters’: hidratantes que aumentam a elasticidade da pele e a deixam mais jovial e luminosa.

Como se o que falei acima já não fosse bastante coisa, ainda existem os procedimentos cirúrgicos que são bastante procurados pelas estrelas; entre eles estão os lifting facial ou mini-lifting (que mexe no terço inferior da face para melhorar o contorno da mandíbula e principalmente o pescoço).

Apesar de tanta tecnologia, nem sempre o tapete vermelho mostra belos sorrisos. Às vezes, mal conseguimos reconhecer nossa atriz favorita por causa do exagero de procedimentos estéticos. ‘Botox mal aplicado ou com uma quantidade de produto exagerada ou em pontos errados podem ser um dos problemas. Já o preenchedor em quantidade excessiva ou um produto de molécula maior do que a necessidade para o paciente pode também resultar em uma cara de balão ou para o famoso bico de pato, explica a dermatologista Camila Ciarleglio.

Depois de tantos nomes técnicos, fica claro, porque é injusto e desleal querermos nos comparar às atrizes de Hollywood. Vamos todos acompanhar o tapete vermelho para nos inspirar, mas sem deixar de olhar para a nossa própria beleza!