‘Fail’: O resultado exagerado ou equivocado de tutoriais da internet inspiram álbuns no Pinterest e Tumblr Foto: Reprodução Pinterest Beth Coslett

Você deve estar pensando: ‘um blog querendo falar mal de tutoriais da internet!?’. Calma. Todas as pessoas que amam maquiagem sabem que blogs, vídeos e fotos da web são ótimas fontes de inspiração. Mas, é preciso admitir, nem sempre o que tentamos reproduzir em casa dá certo. Quando isso acontece resta usar um bom tanto de demaquilante e engolir um pouco de frustração. Então, vamos continuar procurando por boas ideias na internet, pois as dicas da professora de maquiagem do Senac Santana, Teph Bergmann, vão te ajudar a fugir de algumas armadilhas.

 

Pense antes de comprar

Nem sempre os produtos que os profissionais e blogueiras amam são os mais indicados para você por uma razão: eles têm mais experiência e técnica para aplicar as sombras, corretivos, delineadores. “Ás vezes, as blogueiras indicam uma sombra super preta que adoram, as leitoras compram o produto e não conseguem usar, pois é difícil conseguir acertar a aplicação de sombras com muita pigmentação e corrigir um erro também”, explica Bergmann. Por isso, dependendo da sua habilidade com os pincéis, pode ser melhor comprar uma sombra ‘mais fraca’ e passar mais camadas até chegar na cor desejada.

 

Fica bom só na tela do computador

Existem técnicas de maquiagem específicas para televisão, fotos, festas etc. Para que um make ‘arrase’ em um vídeo gravado com uma câmera HD, usadas para alguns vídeos do You Tube, é necessário usar quantidades e qualidades diferentes de produtos que escolheríamos para a maioria das situações que vivemos.

Quando a inspiração vem de fotos, ainda existe o risco das imagens terem sido retocadas com Photoshop para ‘realçar’ cores e linhas. Assim, o tutorial se torna missão impossível ou, no mínimo, ingrata.

Tentar reproduzir exatamente a ‘receita’ do vídeo ou da sequência de fotos pode resultar em uma aparência nada natural.

 

Seu rosto, suas regras

“De maneira geral, as blogueiras têm  rostos muito parecidos e acabam repetindo os mesmo padrões de maquiagens. É um erro mulheres que têm anatomia, idade, pele, estilo diferentes tentarem fazer igual”, diz a professora.

Uma técnica bastante comum nas fotos da internet é o degradê vertical. Fica lindo nas fotos, mas a professora do Senac explica que ela é apropriada para quem tem os olhos afastados e, por exemplo, pode não realçar a beleza de quem tem a pálpebra caída – característica que nem sempre está relacionada com a idade.