Como se uma mãe adolescente não fosse difícil o suficiente, dois terços das jovens mães estão enfrentando pelo menos um problema de saúde mental segundo um estudo científico atual de grande impacto.

E perto de 40% das mães com menos de 21 anos de idade têm mais de um problema, incluindo depressão, ansiedade e hiperatividade, de acordo com a equipe de pesquisa do Hospital Infantil McMaster, em Ontário, Canadá.

Isso é até quatro vezes maior do que em adolescentes que não são pais e entre mães com 21 anos ou mais, mostraram os resultados.

“Agora que entendemos que mães jovens podem enfrentar outros problemas além da depressão pós-parto, nossas descobertas podem ser usadas para desenvolver melhores processos de triagem, detectar mais efetivamente problemas de saúde mental em mães adolescentes e tratamento direto”, disse o Dr. Ryan Van Lieshout , professor associado de psiquiatria e neurociências comportamentais da Universidade McMaster.

“Esperamos que isso acelere parcerias entre organizações de assistência médica, educacional e de serviços sociais, para que possamos atender às necessidades dessa população vulnerável”, disse Van Lieshout em um comunicado de imprensa da universidade.

Os resultados do estudo são baseados em entrevistas de diagnóstico com 450 mães com menos de 21 anos e 100 outras mães com 21 anos ou mais, realizadas entre 2012 e 2015.

“As jovens mães podem enfrentar muitas adversidades antes e depois de se tornarem pais, mas quase nada se sabe sobre as taxas e tipos de problemas significativos de saúde mental entre essas mulheres em nossa comunidade”, disse Van Lieshout.

Este estudo foi realizado para entender melhor esses problemas em jovens mães a fim de ajudar na melhoria da prevenção da saúde mental delas e de seus familiares.

FONTE: Journal of Adolescent Health