A segunda temporada da série Orange Is The New Black estreia dia 6 de junho. Até lá, publicarei diariamente algumas entrevistas que fiz com parte do elenco, lá em Nova York, em viagem a convite do Netflix, responsável pela produção da trama.

A matéria principal, com texto sobre a visita ao set onde a série é gravada, foi publicada hoje no Caderno 2.  Aqui, a primeira entrevista da rodada, com o ator Jason Biggs, intérprete de Larry.

Como será a 2ª temporada?
Larry e Piper terminaram o relacionamento. Não sabemos o que acontecerá. Na segunda temporada teremos mais flashbacks para contextualizar a história e humanizar ainda mais alguns personagens.

Qual a vantagem de atuar em série exibida por streaming?
Netflix é uma das principais razões para eu fazer esta série. É o futuro. Você não obriga a pessoa a parar o que está fazendo para assistir. Ela pode fazer isso quando ela quiser e onde ela quiser. É muito interessante para qualquer ator, porque a temporada inteira está disponível para ser assistida.

Atuar em uma série sobre detentas lhe causou algum impacto?
Seu olho abre para este mundo e você começa a entender o sistema carcerário, o trabalho dessas pessoas e vê como é o clima dentro de uma prisão. Não tinha preconceito, desconhecia muitas coisas, mas aprendi a respeitar ainda quem está nessa condição.

A história de Larry, antes de namorar Piper, será contada?
‘Orange’ não é sobre Larry, é sobre Piper e há vários outros personagens incríveis. Talvez tenha um episódio que mostre um pouco mais sobre Larry.

Considera-se parecido com Larry?
Eu, assim como ele, sonho envelhecer ao lado da mulher que amo. Ele tenta ser um cara legal, demora para tomar decisões. É um cara bem real. E nós somos incrivelmente lindos (risos).