Foto: Alejandro Ernesto/EFE

Foto: Alejandro Ernesto/EFE

O forte investimento da Globo em equipe, estrutura, cobertura e transmissão dos Jogos Olímpicos teve um saldo positivo: conseguiu alavancar a audiência média de sua programação em todas as praças aferidas pelo Kantar Ibope Media. De acordo com os números registrados entre os dias 5 e 21 de agosto (período em que a Olimpíada foi exibida) no Painel Nacional de Televisão (PNT) do Ibope, a emissora registrou média de 15,4 pontos nas 24 horas, valor 16% maior que o resultado registrado no mês de julho.

O SBT, que praticamente ignorou a existência do evento, também cresceu: passou de 5,8 para 6 pontos. Band e RedeTV! não viram suas vidas mudarem e mantiveram, respectivamente, as médias de 1,6 e 0,5 pontos. A única prejudicada foi a Record, que registrou queda em todas as regiões e perdeu 15% de seu público no período dos Jogos.

Em São Paulo, principal praça, a Globo registrou crescimento de 15%, e o SBT, 5%. RedeTV! não subiu e nem cresceu, a Band retraiu 5%, e a Record perdeu 16% – em Porto Alegre, a redução foi ainda maior: 26%.

O futebol foi o esporte que mais beneficiou a audiência Globo durante a transmissão dos Jogos Olímpicos: a cerimônia de entrega da medalha de ouro à seleção brasileira rendeu 40 pontos na Grande São Paulo (cada ponto equivale a 69,4 mil domicílios); a final contra a Alemanha registrou 37; a partida contra a Dinamarca na primeira fase, 32; a cerimônia de abertura da Olimpíada, também 32; e o jogo contra a Colômbia, nas quartas de final, marcou 30.

 

 

Notícia publicada na coluna Sem Intervalo, do Caderno 2.