Das ironias da vida, eis que um ator da badalada série Scandal foi demitido da produção, justamente por protagonizar um grande escândalo em sua vida pessoal.

Stephen Collins interpretou o apresentador de telejornal Reed Wallace em um episódio da segunda temporada, exibido em 2012. E já havia sido escalado para retornar à trama na quarta temporada, que estreou na quinta-feira (2). Mas os produtores e a emissora ABC desistiram dele.

De acordo com o The Hollywood Reporter, a ABC demitiu Collins por estar supostamente envolvido em casos de abusos sexuais a menores. Sua mulher, Faye Grant, divulgou uma fita, na qual o ator confessa ter molestado algumas meninas, que tinham entre 11 e 14 anos de idade.

O casal passava por sessões de terapia para salvar o relacionamento e o ator fez a confissão, enquanto Faye gravava tudo na surdina, por aconselhamento de seu advogado.

O site TMZ chegou a publicar uma gravação, na qual ele confessa ter obrigado uma menina de 11 anos a tocar seu pênis, em Nova York. Ele ainda cita outras duas vítimas e a polícia investiga o caso, que pode levar o ator à prisão.

Vale lembrar que este é o segundo trabalho que Stephen perde por conta do escândalo. Ele estava escalado para Ted 2, a ser lançado no ano que vem, mas acabou dispensado.

Agora, a dúvida: será que Olivia Pope (Kerry Washington) conseguiria ajudar Stephen Collins a abafar este escândalo?