Uma coleção toda branca, minimalista e conceitual, que mostra a modificação do corpo humano – várias pernas, braços mais longos ou mesmo nenhum braço – garantiu à designer Adriana Tristão a primeira colocação no concurso FAAP Moda em 2010. A criadora, formada pela FAAP, tem novamente seu trabalho exposto na mostra 70+30, em cartaz no MAB-FAAP até 10/12.

Vencedora do FAAP Moda 2010, a coleção é inspirada no homem e suas formas extremas

Adriana já expos sua coleção em outra mostra na FAAP, em 2014, em “Moda no Brasil – criadores contemporâneos e memórias”. Agora, a criadora volta na exposição comemorativa pelos 70 anos da instituição, que reúne trabalhos dos cursos de Design, Arquitetura e Artes Visuais – todos com o enfoque voltado para o futuro.

“Escolhemos Adriana para representar o curso de Moda porque há sete anos o trabalho dela já representava uma projeção de futuro que se mantém, ainda hoje, atual”, explica o coordenador, Prof. Ivan Bismara, ao lembrar que a coleção foi, inclusive, elogiada por Pierre Cardin quando esteve no Brasil.

A coleção criada por Adriana é inspirada no homem e suas formas extremas, na sua capacidade de adaptar a sua aparência, principalmente por questões sociais e religiosas e nos aspectos etnográficos e antropológicos na manipulação corporal. “Representa, conceitualmente, as transformações que sofremos ao longo dos anos”, diz o professor Ivan.

Além dos trabalhos dos alunos, a exposição traz uma projeção com imagens que apresentam oito pilares que transformarão a sociedade e desenharão os contornos da inovação nos próximos 30 anos. Para a projeção, a FAAP contou com a parceria da Peclers Paris, uma das principais agências de previsão de tendências no mundo.

Entre os pilares destacados pela Peclers estão o relacionamento do ser humano com a natureza e a revolução colaborativa, dando destaque ao fazer coletivo.

A exposição 70+30 é gratuita e pode ser visitada de segunda a sexta-feira, das 10h às 18h; aos sábados, domingos e feriados, das 10h às 17h. O MAB-FAAP é fechado às terças-feiras.