pixabay

+ Velhos e fracassados escritores às vezes comentam com invejosa maldade que certos poetas ou romancistas de sucesso tiveram sorte de morrer jovens, porque jamais conseguiriam escrever nada melhor.

+ Alcança-se logo o fracasso. Já o sucesso, ah, só passo a passo.

+ Como é enfadonho aquele tipo de sabedoria que alguém faz girar em torno de si mesmo, para sentir a vertigem do sucesso. Arre! Aqueles conhecedores da crase que, sem ninguém pedir, se dispõem a explicá-la sempre que nos encontram.

+ No sucesso das frases curtas quase sempre há mais sorte no arranjo das palavras do que propriamente espírito.

+ A quem se importa demais com o próprio, como incomoda o sucesso alheio.

+ Uma das cinco mil frases do aforista fez sucesso, ou quase: foi atribuída a outrem, um tal de Montaigne.

+ Ainda que atinja a perfeição, um suicida nunca chega a fazer sucesso numa segunda edição.

+ Desde muito tempo a ficção é o melhor método de terceirizar nossas abominações. Sempre haverá um escritor chamado Fiódor pondo uma machadinha nas mãos de algum Raskolnikov e torcendo pelo seu sucesso.

+ O sucesso de um humorista é reunir pelo menos cinquenta espectadores no teatro e ser o único a não pagar ingresso.

+ Embora eu saiba que nunca virei a conhecê-lo verdadeiramente, talvez o sucesso não seja toda essa maravilha.

+ O maior ensinamento que o amor nos proporciona é falso como ele. Cedo aprendemos a fingir que amamos estar na gaiola em que ele nos mantém. Ele mente, dizendo que nos prende por afeto, e nós devolvemos a mentira, garantindo que a prisão é nossa felicidade. É um dos jogos humanos de maior sucesso. De vez em quando um tolo, ou uma tola, embarca exageradamente na farsa e adoece. Uns chegam a enlouquecer, outros se matam. Esses não compreenderam as instruções.

+ Escrever, para mim, foi no início um ideal; depois, uma ânsia de sucesso e glória e, mais tarde, um hábito. Hoje é um motivo de desgosto e desapontamento.