pixabay

Assuntos reunidos sob a influência do caos urbano e das perturbações de uma metrópole desvairada.

+++

SÃO PAULO, SP

Como os outros meninos

eu conheci a geografia

de puteiros useiros

de hotéis clandestinos

de treme-tremes vezeiros

 

Hoje irremediavelmente velho

se fosse andar deveria

escolher caminhos sérios

respeitáveis hospitais

centenários cemitérios.

 

DIFÍCIL VERSÃO

Nas traduções de poesia concreta

às vezes não fica

pedra sobre pedra.

 

BALCÃO

O Diabo conhece bem os escritores:

querem dar a alma de segunda

em troca de obras de primeira.

 

ACORDO

Minha loucura

não me morde mais

quando vou alimentá-la.

 

EXCEÇÕES

Poemas concretos

com janelas para sonhos

eram para concretistas bisonhos.

 

SOLIDEZ

Se concreta for a poesia

o ideal é fazê-la

em alvenaria.

 

ROSIBÉIS

Os poetas de megafone

derrubam quarteirões

com suas rosas suburbanas.

 

SOBERBA

Que talento cômico demonstra ter

quem diz que já é igual

e maior que Shakespeare há de ser.

 

PREPARATIVOS

Pelo bem do teu futuro

acostuma-te com o frio

e habitua-te ao escuro.

 

ATÉ A ÚLTIMA

Viver é uma goteira.

Só se morre depois

Da gota derradeira.

 

REGRESSO

O haicai é por onde

a poesia se esgueira

para o silêncio.

 

CÓDIGO DE OBRAS

Num poema concretista

a chave de ouro

é o habite-se.

 

IMANÊNCIA

O haicai é um

gato preto no escuro

dormindo.

 

LOGRADOURO

Num parque paulistano

devemos dar graças se só

as dúvidas filosóficas

nos assaltarem.

 

CATÁSTROFE

Depois de dois dias de aguaceiro

o poema concreto

desabou sobre um formigueiro.

 

ELE/ELA

Ela era toda poesia

leveza rosa

ele era rudeza

áspera prosa

 

Amaram-se

cada qual dentro do seu gênero

ela um amor eterno

ele um romance efêmero.

 

O QUE É

Morte com foice na mão

ou com tesoura

parece assombração

ou espantalho de lavoura.

 

MATERIAL

O céu de anil

dos concretistas

é puro suvinil.

 

EPIFANIA

Na aula de física

a poética intromissão:

vento é o ar em movimento.