pais-nem-autoritarios-nem-permissivos

No último post falamos da importância de vivermos a alegria com os filhos e dar-lhes liberdade de movimento e expressão.

Criança tem o direito de ser criança e, para isso, precisa que os pais a guiem e protejam.

Por isso hoje veremos que, ao mesmo tempo em que damos liberdade de ação a nossos filhos, também temos que ter autoridade.

A autoridade é fundamental para o desenvolvimento feliz da criança.

Educar para a felicidade significa entre outras coisas, ajudar os filhos a se converterem em pessoas de caráter.

E o segredo para que formem uma personalidade de caráter é o uso correto do poder que os pais têm sobre eles. O abuso de poder se transforma em autoritarismo e, por outro lado, se somos omissos, nos tornamos permissivos. Os dois extremos prejudicam a educação, portanto, a questão está em corrigir e motivar, ao mesmo tempo, estabelecendo limites e não cedendo a todos os seus caprichos.

Os pais têm autoridade quando os filhos os respeitam e os obedecem porque confiam neles.

A autoridade, ao contrário do que o vocábulo nos leva a pensar, é uma grande demonstração de amor.

As crianças querem e esperam que os pais lhes digam o que devem fazer. Isto gera segurança e autoestima.

As crianças gostam de ter pais líderes, que lhes digam o que é melhor para elas e aceitam bem a imposição de limites, que pode e deve ser feita de forma alegre e carinhosa.

No próximo post, veremos como os pais podem adquirir mais autoridade.

Curta a nossa Fan Page no Facebook: https://www.facebook.com/educarparafelicidade