walking-1081723_640

No último post, vimos que a felicidade é a perfeição última dos nossos filhos, que vai sendo construída ou destruída com cada decisão que eles vão tomando.

Neste processo educativo suas personalidades vão sendo forjadas; personalidades estas que são destinadas à eternidade.

Segundo o livro de Peter Kreeft “Três Filosofias de Vida”, existem pessoas que colocam como fim de suas vidas o aprender e conhecer; outras o prazer, o materialismo, o poder, que é um desejo mais profundo do que o prazer, porque inclui o domínio sobre o prazer. Há ainda outras que colocam seu sentido de vida em uma religião meramente consensual, não de verdadeira relação ou filiação.

Todos estes fins acabam com a morte.

Se nós pais, ajudamos os filhos a desenvolverem a capacidade de tomarem decisões que levem ao bem, estamos ensinando o que é amar. O verdadeiro amor, ágape, a caridade, é a capacidade de tomar decisões de forma ética, ou seja, pensando nos outros.

E a caridade é a única nesta vida que é mais forte que a morte, que tem gosto de eternidade e também é a verdadeira sabedoria.

O mundo passa, mas nossos filhos permanecem. Segundo Peter Kreeft, o que ensinamos que façam no tempo é ratificado na eternidade. E nesse processo educativo serão cada vez mais felizes, à medida em que os ajudemos a desenvolver sua inteligência e vontade, guardiã dos sentimentos, da aquisição de virtudes e crescimento de sua capacidade de amar.

E como podemos ajudar a que desenvolvam a vontade?

Começando desde o nascimento, através de hábitos bons como a ordem, higiene, alimentação e sono, acrescentar novos hábitos ou, na linguagem de Aristóteles, virtudes nas etapas seguintes.

Porque quanto antes começarmos, mais fácil é para as crianças, porque ainda não se instalaram vícios.

E, ao contrário, à medida que adquirem qualidades morais, conseguem, com cada vez mais facilidade, tomar decisões acertadas que maximizem o bem.

Será fácil que falem a verdade, tenham ordem e foco, sejam generosas, queiram estudar e trabalhar, tenham constância, e principalmente tenham amigos.

Apenas pessoas éticas têm amigos. E quem tem amigos sabe amar.

Curta nossa Fan Page: https://www.facebook.com/educarparafelicidade/