como-desenvolver-inteligencia-social-das-criancas

É senso comum entre pais e educadores que o desenvolvimento da inteligência social é tão importante quanto o desenvolvimento do QI nas crianças.

Ambas formam a base, a estrutura da personalidade e das habilidades das crianças principalmente até os 10 anos de idade. Depois já fica mais difícil modificar a estrutura, apenas se consegue aperfeiçoar o acabamento.

A inteligência social é a capacidade de relação com as outras pessoas, de empatia e afetividade. Conseguir entender e sentir como os outros sentem e também se expressar de acordo.

Entre algumas habilidades estão: a capacidade de integração no grupo, de solução de conflitos no dia a dia, de observação e de controle dos próprios impulsos espontâneos como a agressividade e raiva.

Para isso, é importante ajudarmos nossos filhos a desenvolverem um conhecimento próprio e que consigam identificar bem a origem de suas emoções, para adequá-las aos outros e controlá-las se forem negativas.

Além de controlar bem as próprias emoções, a inteligência social permite compreender as emoções dos outros e solucionar pequenos problemas cotidianos de comunicação e relacionamento.

Existem crianças que têm mais dificuldade em se relacionar de forma positiva com os demais, às vezes por timidez, falta de empatia ou mesmo por causa de uma baixa autoestima.

Tanto em casa como na escola, é importante pais e professores estarem atentos e detectarem de forma preventiva possíveis alunos que sejam solitários, excluídos do grupo ou até mesmo violentos, porque não conseguem se defender ou resolver conflitos verbalmente e de forma adequada.

Nestes casos é imprescindível pais e educadores fazerem um diagnóstico da causa raiz e atuar com um correspondente plano de ação educativo.

Possíveis metas de desenvolvimento para um plano de ação:

– conhecimento próprio

– conhecimento dos outros

– autoestima nas atividades que realiza bem

– controle dos impulsos espontâneos

– capacidade de aceitar correções ou críticas

– capacidade de observar e ouvir os amigos e companheiros

– levar amigos para casa

Dessa forma, poderemos auxiliar nossos filhos para que tenham a capacidade de enfrentar com equilíbrio os desafios que a vida lhes impuser.

Curta a nossa fan page: www.facebook.com/educarparafelicidade