Produtos de beleza da Granado e da Phebo, que em tempos forneceu a família imperial no Brasil (Foto: Charlotte Valade)

E aí, beleza?

O post de hoje é sobre um spot que está dando o que falar em Lisboa. Recentemente inaugurada no Príncipe Real, o bairro mais trendy da cidade lusa, a casa Pau-Brasil é um novo espaço dedicado a criadores brasileiros que traz o melhor do Brasil a Portugal.

Com mais de 500 m2, Pau-Brasil é a casa na Europa de 17 prestigiadas marcas brasileiras incluindo arte, beleza, moda e cultura. Foi feita uma curadoria de produtos e marcas que melhor interpretam e concretizam um Brasil brasileiro de vocação internacional.

O melhor do design brasileiro concentrado num só espaço (Foto: Charlotte Valade)

A seleção inclui nomes incontornáveis do design brasileiro – de Sérgio Rodrigues a Hugo França, passando por Chicô Gouveia, Jader Almeida, Campana e Reboh – mas também da moda, como Lenny Niemeyer, Julianna Herc ou Frescobol Carioca. O segmento da beleza está representado por Granado e Phebo, que chegam finalmente a Portugal, bem como o Chocolate Q, uma ode à verdadeira essência do cacau. Estas três últimas são empresas fundadas por portugueses do outro lado do Atlântico.

O espaço é também parada obrigatória para os amantes da cultura, que poderão desfrutar da presença do conceituado Instituto Moreira Salles, da música globalmente famosa da editora Biscoito Fino, das premiadas edições e monografias da Capivara ou dos irresistíveis acessórios de escrita de Nina Write, sem esquecer, claro, as biojóias de Maria Oiticica ou as criações da Tucum, que trazem no DNA uma forte influência amazônica.

Uma experiência visualmente bela e sensorialmente rica. É o caso da loja da Granado, que em tempos forneceu a família imperial no Brasil. Os produtos de beleza da Granado e da Phebo, muitos deles unissex, reúnem num mesmo espaço embalagens atemporais e convidam quem os toca e quem os cheira a uma viagem no tempo. A pop-up store da marca, segunda fora do Brasil (a Granado também está presente no Le Bon Marché, em Paris), tem projeto arquitetônico diferente do das lojas conceito no país, mas mantém a identidade retro da marca. No espaço foi recriado ainda um armazém com características da época da chegada da Família Imperial Portuguesa no Rio de Janeiro. A decoração é feita com pallets de madeira (inclusive as paredes), caixotes, placas esmaltadas e frascos de vidro, lembrando as antigas boticas. Este projeto já foi usado em outras pop-up stores em terras brasileiras.

Está de passagem por Lisboa? Então não deixe de conhecer este espaço surpreendente e com sabor a Brasil.