Sem arrependimentos. Um guia prático para escolha do produto certo

Grooming_arrependimento

Escolher um bom produto demanda tempo e técnica (Foto: Desktopimages)

E aí, beleza?

Comprar por impulso é a pior maneira de iniciar uma rotina básica de grooming. Assim como ocorre na moda, de algo estar hoje em voga e logo depois na próxima estação ficar old fashioned,  na cosmética ocorre algo semelhante: novas tecnologias surgem, novos produtos aparecem e claro, novas necessidades são criadas.

Na dúvida, nunca compre vários produtos para ver qual melhor se adapta à sua pele. O seu bolso agradece e as chances de se arrepender diminuem. Veja abaixo um guia prático para escolha do produto certo.

Não se perca em meio a tantas opções dispnoníveis (foto: Pixabay)

Não se perca em meio a tantas opções dispnoníveis (foto: Pixabay)

1 – Identifique sua necessidade. Esse é o passo mais importante. Se vai à farmácia para comprar um desodorante, por exemplo, foque nisso. É muito fácil se perder em meio a tantas opções disponíveis. Uma dica é, se você já conhece, tem êxito e está acostumado com determinada marca, continue com essa. As chances de se arrepender serão quase nulas. A máxima “em time que está ganhando não se mexe” é aplicável aqui.

2 – Quem vê embalagem não vê conteúdo. Nunca escolha um cosmético pelo exterior. Cores chamativas, dizeres apelativos e design da embalagem não significam nada, pelo menos para a qualidade. Tente informar-se em sites e blogs especializados sobre determinado produto. Ou se estiver comprando num e-commerce, ler as reviews daquele produto pode ajudar a tornar sua escolha mais assertiva. Mas lembre-se: nada como testar em você mesmo e ver como aquele determinado produto se comporta na sua pele.

3 – Aprenda a ler o rótulo. Sulfatos, parabenos e PEGs podem parecer palavrões à primeira instância, mas é importante que você reconheça substâncias boas e ruins. É mais ou menos aprender a ‘separar o joio do trigo’, no que tange a ingredientes benéficos ou maléficos para a saúde da sua pele. Evite produtos com álcool na composição, assim como o óleo mineral, que também é um vilão para a pele. Fique atento!

4 – Validade importa. Assim como os alimentos, os cosméticos também têm prazo de validade, e portanto, estragam-se. A maioria deles é rica em conservantes que garantem a sua imunidade a fungos e bactérias (que adoram o fato destes produtos possuírem elevado índice de água). Igualmente importante, a condição de armazenamento e a forma como os aplica devem ter atenção, uma vez que podem condicionar a sua longevidade e qualidade.

5 – O barato pode sair caro. Jamais escolha um produto somente pelo preço, se você nunca experimentou daquela marca. Não quer dizer que produtos mais baratos não são bons; muito pelo contrário: há ótimas opções mais em conta e super eficazes. Aqui, a dica é experimentar sempre. Na maioria das lojas há a possibilidade de testar o produto que se pretende comprar no local. Os testers estão ai para isso. E fique sempre atento: o que funciona para uma pessoa pode não funcionar pra você. Experimente!