Diante da repercussão de suas declarações inacreditáveis sobre o aborto de fetos com tendências criminosas, o Deputado Laerte Bessa soltou uma nota à imprensa, negando a interpretação do jornal:

“(…) Em entrevista ao ‘The Guardian’, o deputado defendeu a redução da maioridade penal para os 16 anos, e disse que não via impedimento em reduzi-la futuramente para 14 anos, caso os índices de criminalidade entre menores continuassem altos e estudos apontassem que esse fosse o caminho.
Em nenhum momento, Bessa falou em aborto. O deputado, inclusive, já se manifestou diversas vezes em entrevistas contrariamente ao aborto, crime previsto no Código Penal brasileiro.(…)”

No entanto o repórter divulgou o áudio da entrevista:

De fato ele não falou em “abortar”, mas em “não deixar nascer”. Ah, bom. A linha de raciocínio de Bessa é simples: a tecnologia vai permitir reduzir a maioridade cada vez mais, até chegar à vida intra-uterina.

Não fomos só nós que achamos que era piada – espantado, o próprio repórter tenta confirmar: “Foi brincadeira ou foi sério o que o senhor falou”?

Não era brincadeira.

*
Nosso blog agora tem página verificada facebook. Visite clicando AQUI para curtir, seguir e continuarmos os debates!