“Eu não sou empreendedor, sou escritor.”

(Foto: Gilles Lambert – Unsplash)

Caro Carlos, boa tarde.

(Boa tarde.)

Antes de mais, agradeço a oportunidade que nos deu de analisar o seu original.

(Que bom.)

Depois de termos realizado a análise literária e comercial, reconhecemos na sua obra potencial editorial e, assim sendo, temos a seguinte proposta de edição para lhe apresentar:

(Hum, fiquei ansioso…)

A Profit Editora editará o seu original em livro e também em ebook.

(Aeeeee!!!)

O preço de venda ao público da obra será de 40 reais.

(Acho justo!)

O autor compromete-se a adquirir 250 exemplares do livro a 35 reais cada.

(Espera aí, calma. Deixa eu fazer uma conta rápida aqui. Hummmm, cacilda, vai dar mais de oito mil reais!)

A Profit Editora compromete-se a distribuir a obra por todo o país, colocando-a em todas as livrarias que a desejem, com especial enfoque para a sua cidade, recebendo o autor 30% do preço de capa como pagamento de direitos autorais se o livro for vendido através do site da Profit Editora e 10% se o livro for vendido através de qualquer outra livraria ou plataforma.

(Um momento, isso não é não forçar uma mão? Se vendo num lugar recebo 30%, se vendo em outro recebo só 10%?)

A obra será também publicada em ebook, no formato epub, com o preço de nove reais. O autor recebe 25%, como pagamento de direitos de autor, sobre cada cópia vendida. O ebook estará disponível, além do site da Profit Editora, em diversas livrarias virtuais.

(É o mínimo, concorda?)

A Profit Editora organizará o lançamento. No local e posteriores apresentações poderão ser vendidos os exemplares previamente adquiridos pelo autor, desde que seja fora de livraria, para assim poder reaver com lucro o seu investimento na aquisição dos exemplares que viabilizaram a edição.

(Como se desvencilhar de 250 livros hoje em dia, de mão em mão, fosse como vender pão quente…)

Nossa sugestão é que o primeiro lançamento não seja feito numa livraria, para que possa vender seus próprios exemplares e recuperar o capital investido. Pois, no caso de lançamento em livrarias, os livros deverão ser fornecidos pela editora e não pelo autor.

(Espertalhões vocês…)

O design de convites e cartazes para promoção e divulgação do lançamento da obra são a cargo da Profit Editora e não têm qualquer custo para o autor.

(Nossa, fiquei emocionado agora!)

Todas estas condições serão feitas num contrato de edição.

(Jura?)

Algo que o senhor queira acrescentar sobre nossa proposta?

(Pode usar palavrão?)