Não tenho nada a dizer, mas queria dizer algo. Então fiz estas poesias.

(Pixabay)

ANJO CONSELHEIRO

Quando nasci

veio um anjo torto

alquebrado, coitado

desses que a sombra vive nele

E não ele na sombra

Disse-me: Carlos?

Respondi: pois não?

Carlos Drummond? – o anjo indagou

Expliquei-lhe que era Castelo

O anjo saiu voando e aconselhando:

Vai, Carlos, ser qualquer coisa na vida

poeta já tem coisa melhor

POEMANÃO

Certos poemas

(e não são poucos)

a gente pensa

enquanto escreve

serão marcantes

ou grandiosos

Mas então sai

isto daqui

uma titica

fazer o quê?

CAMONIANA

amor é um fogo que arde

sem se ver

mas meu olho vazado

está longe de ser

ferida que dói

e não se sente

SER BANDALHO

Ser bandalho

não é ser canalha

nem pulha

é buscar o estado da arte

da pusilanimidade

Ser bandalho

é revirar arquivos

escutar conversas

constituir dossiês

dizer mentira

deslavada

de cara lavada

Ser bandalho

é manipular

parecer justo

sendo arbitrário

passar imagem

de cordeiro

sendo lobo

Ser bandalho

é tirar da reta

a curva

o aclive

e até a reta

ter uma cara

para cada dia

uma desculpa

para cada cara

é saber humilhar

tão bem

que o humilhado

nem percebe

que foi humilhado

chorar na beira de uma cova

para sorrir às margens de um espólio

vingar-se

depois de apaziguar-se

Ser bandalho

é fazer cara de choro

quando, no fundo do peito,

impera a gargalhada

ter horror de pobre

e comer quebra-queixo

em feira livre

possuir um imposto de renda

que jamais cai malha fina

Ser bandalho

é um sacerdócio

um ministério

ninguém é bandalho

sem liturgia

muito menos

sem método

o bandalho

é antes de tudo

um experto

INACESSIBILIDADES

Sou um poema hermético

você não vai me entender

desista de interpretações

não comunicar é preciso

Inexiste SAC, meu dileto,

para inacessibilidades

Se eu lhe digo pedra

não quer dizer pedra

se eu lhe digo pedra

quer dizer pedra

Aprecia alteridade?

vá procurar seu erotismo

o babado aqui

é única

e exclusivamente

masturbação

LAUDO

vomitou

vomitou

vomitou

até morrer

Mas

até entrar em óbito

teve dez minutos – ótimos

Falante

sorridente

beleza de fim

PANDEMIA

estar no mundo

é um ser

na sala de estar