25. Tomar um porre de Fogo Paulista.

24. Andar de pedalinho no rio Tietê.

23. Colocar roupa preta, pintar a bicicleta de preto e sair pedalando pela Marginal à noite.

22. Entrar na favela do Buraco Quente usando uma camiseta com a inscrição: SEGURANÇA.

21. Ir numa pizzaria do Brás, chamar uma redonda de aliche e, com sotaque carioca, pedir catchup ao garçom.

20. Entupir-se de pastel e caldo de cana numa feira livre.

19. Vestir-se de Yoda e acompanhar a missa com canto gregoriano do Mosteiro São Bento.

18. Chegar num ensaio da Vai-Vai e dizer, em alto e bom som, que carnaval é o carioca.

17. Fazer uma selfie bem no meio de um embate entre a PM e o Movimento Passe Livre.

16. Ir a um sarau na casa do Arnaldo Antunes e defender que poesia concreta é um embuste.

15. Num dia garoento, levar seus filhos num parque de diversões de shopping.

14. Num ristorante do Bixiga insistir em comer hambúrguer e Coca.

13. Numa roda de bambas do Cambuci mencionar a frase: “São Paulo é o túmulo do samba”.

12. Pedir sashimi bem passado num izakaya da Liberdade.

11. Entrar numa loja de lustres da Consolação e pedir uma vela emprestada.

10. Ficar na beira da piscina do CRUSP numa festa de calouros uspiana.

9. Subir pelado em cima do cavalo da estátua do Empurra-Empurra e ficar dando tchauzinho pra galera do Ibira.

8. Entrar na Galeria Pagé, gritando: “olha o rapa!”

7. Fazer bungee-jumpee no Viaduto do Chá.

6. Entrar de bombacha num Centro de Tradições Nordestinas.

5. Entrar vestido de cangaceiro num Centro de Tradições Gaúchas.

4. Oferecer um acarajé a um skinhead.

3. Andar de Uber de vidros abertos.

2. Chamar um integrante da máfia coreana de “china”.

1. Lavar o carro comendo um churro.