Se usar animais em reality shows já é considerado por muitos uma exploração, imaginem eles ainda serem sujeitos a maus-tratos. O ator Thiago Gagliasso, durante o programa “A Fazenda 4”, da Record, confessou no dia 7 de setembro (quarta-feira) que dava tapas em uma cabra porque perdia a paciência quando ela entrava no galinheiro. Essa seria a sua forma de “descontar toda a sua raiva”. Segundo o ator, o local não teria câmeras.

Logo após essas declarações, a direção do programa informou, em nota, que o que o Gagliasso disse não poderia ser verdade, porque as instalações são vigiadas a todo o momento – até mesmo a área informada por ele – e que, se isso ocorresse, todos os participantes sofreriam consequências pela atitude.

“O confinamento na Fazenda é vigiado por equipes 24 horas por dia e, em nenhum momento, Thiago ou qualquer outro peão foi flagrado agredindo algum animal na fazenda.

Caso isso aconteça, todo o grupo será severamente punido dentro das regras do programa. Thiago Gagliasso também afirma que a agressão teria sido feita em um local onde não há câmera. Entretanto, a área do galinheiro, na qual as cabras cruzam durante a atividade matinal, é filmada e imagens dele no espaço já foram ao ar”, informou a direção do programa.

Vale lembrar que as regras de “A Fazenda” são claras quanto às agressões. Veja o caso da Duda, que foi expulsa por ter agredido ninguém mais do que o próprio Thiago Gagliasso, com um tapa na cabeça. O apresentador do programa, Brito Jr., justificou a saída da participante: “A sua trajetória sempre foi correta e uma atitude impulsiva não anula isso, mas, como está escrito no Manual de Sobrevivência, na página 37, violência física proposital é intolerável. Por ter quebrado a regra, você [Duda] perde o direito de concorrer ao prêmio de R$ 2 milhões. Duda, você está expulsa do programa”.

O difícil é acreditar que uma pessoa que confessa ter agredido um animal, sabendo que está sendo filmada, e diz que por ter feito isso sabia que “esses politicamente corretos vão votar para eu sair”, não o tenha feito.  O que seria sensato fazer com um participante desse tipo? Expulsá-lo do reality show?

Várias manifestações estão sendo veiculadas na internet pelos protetores, principalmente em redes sociais, mas a Record deu a entender que nada mudará, apesar de perceber que a ação de Thiago não é correta e até ter punido todos os integrantes, fazendo com que passassem uma noite pelo lado de fora da casa. Além disso, colocou no site oficial do programa (http://afazenda.r7.com/a-fazenda-4/noticias/a-fazenda-online-repercute-a-polemica-entre-thiago-gagliasso-e-as-cabras-20110913.html) declarações de protetores e até do pai do ator sobre a sua forma de agir.

A Agência de Notícias de Direitos Animais foi uma das que se manifestaram contra a permanência de Thiago.  “A ironia que o ator faz ao dizer que os politicamente corretos vão votar para que ele saia do programa demonstra o quanto despreza os animais e os protetores. A atitude covarde e bruta deveria ser penalizada pela direção do programa, que pune com expulsão quando algum participante bate em outro. O próprio Thiago foi beneficiado por isso. Esperamos que a TV Record, que tanto tem divulgado os maus-tratos contra animais, expulse Thiago por sua violência confessa contra indefesos seres. Violência é sempre violência, independentemente de quem seja a vítima.”

Tenha sido agressão ou não, o desrespeito ao ser vivo de um modo geral mostra que ele não tem o mínimo de sensibilidade para estar em frente às câmeras e servir de exemplo aos milhares de telespectadores que assistem ao programa.  É claro que não precisa pedir licença ou por favor para os bichos, como ele mesmo sugere, mas o mínimo de respeito já seria o suficiente.

 

O ator Thiago Gagliasso

Foto: Reprodução