David Zellaby/Creative Commons

David Zellaby/Creative Commons

A automedicação é muito comum no Brasil. Em cidades do interior, é comum ter garrafadas, chás e pomadas feitas por curandeiros ou senhoras que herdaram receitas milagrosas para curar qualquer doença. Mas os cães e gatos? Eles podem tomar remédios caseiros? Será que funciona?

Na crendice popular, há solução para tudo. De pulgas a cinomose. Mas na prática não é bem assim. O que diferencia drasticamente cães, gatos e serem humanos, é a posologia. Quando alguém receita uma garrafada para curar asma, por exemplo, indica uma quantidade específica para uma pessoa adulta ou criança. Tanto faz se o adulto tem 50, 100 ou 200 kg. O sistema fisiológico funciona basicamente igual.

Remédios proibidos para cães e gatos

Sam/Creative Commons

Sam/Creative Commons

Em cães e gatos, isso é beeeem diferente. Um miligrama pode fazer toda diferença entre a cura e a intoxicação. Mesmo que o labrador da vizinha tenha se curado de um envenenamento com carvão ativo, por exemplo, não quer dizer que o seu pinsher vai ter o mesmo resultado se tomar este remédio. O tamanho, peso e funcionamento do corpo são completamente diferentes. Isso sem citar a diferença entre cães e gatos.

5 dicas para evitar que seu cão/gato seja envenenado

Por isso, dar qualquer substância ou remédio, sem orientação veterinária, é muito perigoso. O cachorro não é um ser humano pequenino. Muitos medicamentos comuns para nós, são letais para eles.

Você pode achar tudo isso muito óbvio. Mas no desespero, cada um reage de uma forma. Basta uma pesquisa rápida na internet, para encontrar diversas receitas milagrosas para vômito, diarreia, pulga, carrapato, cinomose, vermes, envenenamento, e por aí vai.

Como prevenir vermes em cães e gatos

Você já seu viu no meio de uma infestação de pulgas? E se isso acontecer bem naquele mês que você está com o orçamento apertado? Seu cachorro se coça, você encontra picadas pelo seu corpo e até a visita encontra uma pulga na perna.

Lee Haywood/Creative Commons

Lee Haywood/Creative Commons

A solução? Antipulgas e uma boa limpeza na casa. Mas sabe o que algumas pessoas estão fazendo? Esfregando limão na pele do cachorro, dando banho com desinfetante, detergente, creolina, gasolina, água sanitária… Com certeza irá matar todas as pulgas e o peludo junto. Se não matar, pelo menos irá ter um problema de pele bem mais caro de tratar, que uma simples pulga.

Como acabar com as pulgas em cães e gatos

Para matar sarna, já vi gente que colocou até querosene no pobre do cãozinho. Receitas naturais também são encontradas online, como dar banho com suco de melão.

E quando se fala em vômito, tosse, otite ou diarreia? Todo mundo tem aquele remedinho mágico para indicar. Isso porque nem se sabe a causa do problema. Vale ressaltar que vinagre não cura nenhuma otite.

10 mitos no cuidado de cães e gatos

Não adianta inventar. Há diversas plantas usadas no tratamento de inúmeras doenças. Porém, devem ser prescritas, na dosagem correta, pelo médico veterinário. Querer gastar menos é levar ao médico veterinário e dar o remédio certo. Optar por tratar as doenças em casa pode colocar em risco a saúde do peludo e aumentar o gasto, posteriormente.

Varjohaltia/Creative Commons

Varjohaltia/Creative Commons

Plantas tóxicas para cães e gatos

Se você prefere oferecer uma vida mais natural ao seu amigo, não há problema algum. Porém, consulte um médico veterinário especialista em terapias naturais. Nada de fazer alquimias em casa, viu?!

PROBart/Creative Commons

PROBart/Creative Commons