shih tzu

Não existe mini Shih Tzu – Foto: Canil BR Pepper’s

A raça Shih Tzu mini não existe, como aponta o criador de Shih Tzu, Charly de Andrade Silveira, do Canil BR Pepper’s. “Mini, micro ou anão é uma linguagem usada por criadores, que só visam a comercialização de filhotes. Usam esses termos para atrair a população, na hora da venda” alerta.

A raça Shih Tzu é reconhecida pela Confederação Brasileira de Cianofilia (CBKC) desde 1940. Todavia, não há registro de variações da raça, como mini, micro ou anão.

Charly aponta que quanto menor o cachorro da raça Shih Tzu, maior a chance de problemas de saúde como hidrocefalia, diminuição de tempo de vida do animal, entre muitos outros.

A história da Penny, um Shih Tzu mini

A jornalista Camilla Coscia se apaixonou pela raça Shih Tzu. Como morava em apartamento, buscou na internet por filhotes pequenos. Em um site de compra e venda, encontrou um vendedor de Shih Tzu mini. Muito empolgada e encantada pelas fotos dos filhotes, comprou uma bolinha peluda.

Penny filhote

Uma bolinha de pelo chamada Penny – Foto: instagram @tipsdapenny

A cachorrinha Penny chegou com poucos meses em sua casa, para alegria da família. Porém, em pouco tempo Camilla percebeu que algo não ia bem com a pequena. Após a primeira crise convulsiva, Camilla levou a Penny ao veterinário e descobriu que ela tinha hidrocefalia. Por ser uma doença genética, não tem cura. Assim, Penny precisou começar a tomar medicação, para evitar as crises convulsivas.

Passado algum tempo, os pelos da face da Penny começaram a cair e ela se coçava muito. Foi, então, que Camilla descobriu uma forte alergia alimentar, que causava diversos problemas de pele na Penny. Além de mudar toda alimentação da Penny, teve que entrar com mais medicação para tirar a cachorrinha da crise.

Hoje, já adulta, Penny tem apenas 2,5 kg. Considerada muito pequena para o padrão da raça Shih Tzu, a cachorrinha vira a sensação por onde passa. Mas Penny mal consegue interagir com as pessoas, por ser extremamente medrosa. Camilla confessa que esse tamanho diminuto vem com muitas consequências.

Para alertar sobre os riscos de uma compra sem pesquisar o criador, e dividir as fofuras da Penny, Camilla criou um Instagram e um canal no YouTube chamados Tips da Penny.

Camilla e Penny

Penny é fofa e medrosa – Foto: Instagram @tipsdapenny

Padrão da raça Shih Tzu

O padrão da raça é bastante extenso, com muitos detalhes. Porém, algumas características marcantes da raça:

  • Cachorro de pequeno porte
  • Peso varia de 4,5 a 8 kg, quando adulto. O ideal é de 4,5 a 7 kg (não menos que isso)
  • Sua cabeça é larga e redonda
  • Olhos grandes, mas não proeminentes
  • Focinho curto com no máximo 2,5 cm
  • Seu temperamento é dócil, carinhoso, alegre e independente
  • Sua pelagem é abundante, mas não excessiva

Para saber mais detalhes sobre o padrão da raça, acesse o documento completo da CBKC aqui.

História do cachorro da raça Shih Tzu

As pessoas tendem a se confundir entre as raças Apso e Shih Tzu. Porém, há uma série de diferenças muito distintas entre eles. As raízes destas raças estão no Tibete. Porém, foram desenvolvidas na China, onde, cães como estes, viviam nos palácios imperiais.

A China se tornou uma república em 1912. Após, os exemplares da raça encontraram seu caminho para o ocidente. Todavia, a primeira importação registrada para a Grã-Bretanha ocorreu posteriormente a 1931.

Os cachorros da raça Shih Tzu foram reconhecidos como uma raça distinta de outras raças orientais em 1934. Já o registro separado foi feito pelo The Kennel Club em 1940, com certificados para campeonato disponibilizados a partir de 1949.

Problemas de saúde da raça Shih Tzu

Os cães dessa raça podem comumente apresentar algumas questões específicas, como problemas nos olhos, rins e pele. “Por isso é importante procurar um criador sério na hora de buscar o filhote” recomenda Charly.

O trabalho do criador é justamente selecionar os padreadores e não gerar filhotes com esses problemas de saúde. Segundo Charly, a seleção dos padreadores é feita por tipicidade (genética), temperamento e saúde. “Cães que apresentem qualquer desvio de temperamento ou doença hereditária ou falta no padrão racial são esterilizados e não aptos a reprodução” conta.

Um canil considerado sério e idôneo é aquele que se preocupa com a preservação da raça Shih Tzu.  Além de fazer uma seleção criteriosa de seus exemplares e oferecer estrutura e cuidado adequados aos seus cães. Também é muito importante que sejam registrados na CBKC.

dois filhotes brincando

Busque um canil idôneo – Foto: Canil BR Pepper’s

Comportamento dos cachorros da raça Shih Tzu

Os Shih Tzus costumam ter um comportamento alegre, dócil, carinhoso e independente. Mas são sedentários. Não gostam de muita atividade física. Por isso, se o tutor busca por um cão mais ativo para correr no parque, por exemplo, definitivamente o Shih tzu não irá lhe atender.

A raça é perfeita para famílias com crianças. Isso porque são cães alegres, estão sempre dispostos a brincar e não são agressivos. Idosos também adoram a raça por ser a companhia perfeita para quem tem uma vida mais pacata e quer um peludo para afagar no sofá.

Umas das principais características da raça Shih tzu é ser extremamente dócil, alegre, de pequeno porte e que se adapta facilmente a novos ambientes. “Acredito que por esse motivo seja umas das raças de pequeno porte mais desejadas pelos brasileiros” finaliza Charly.