Oiluj Samall Zeid/Creative Commons

O dia 07 de abril é considerado como o dia Mundial da Saúde. É nesta data que costumamos relembrar daquela consulta que cancelamos na última hora, ou dos exames atrasados e corremos pra colocar a saúde em dia. Mas além dos cuidados pessoais e com a nossa família, este pode ser um ótimo momento para lembrar dos cuidados necessários com os nossos melhores amigos: os pets!

Muitos tutores ainda associam saúde somente à medicação exames e veterinário. Mas a qualidade de vida dos animais reflete totalmente na sua saúde. Um cachorro ou gato que não tem seu comportamento natural atendido, pode vir a desenvolver diversas doenças. E você, já observou o comportamento do seu peludo hoje?

Atividade física

Estudos mostram que aproximadamente 59% dos cães e 52% dos gatos estão acima do peso no mundo. Uma das principais causas da obesidade pet está diretamente relacionada a falta de exercícios físicos. Segundo a Médica Veterinária Larissa Lima, da Royal Canin, O excesso de peso nos pets representa um grande fator de risco para outras doenças, principalmente as metabólicas. A prática adequada de atividades físicas diárias ao ar livre contribui para o bem-estar do animal e do tutor. Que tal fazer aquela volta no quarteirão virar rotina? Mas antes de sair por aí correndo ou subindo escadas, é importamento fazer uma avaliação física do peludo. Converse com seu médico-veterinário sobre as possíveis atividades físicas para seu pet.

Fabrice Florin/Creative Commons

Alimentação balanceada

Oferecer uma alimentação nutritiva e de alta qualidade contribuirá para a saúde e o bem-estar do seu pet. Mas tão importante quanto é oferecê-la na quantidade certa também é a forma da apresentação.  Uma pesquisa realizada apontou que 87% dos tutores de animais de estimação oferecem a quantidade de alimento que eles acham que o animal precisa em cada refeição, além disso, mais da metade dos tutores cedem ao aos apelos dos pets, oferecendo mais alimento quando eles “pedem”.  Isso pode acontecer por ter acesso fácil a contínuo ao alimento. Se o peludo tiver um desafio para adquirir a alimentação, ele ficará mais saciado, mais estimulado, mais cansado e não pedirá tanta comida.

Visita periódica ao veterinário

Não é porque a saúde do seu melhor amigo aparenta estar bem que você deve deixar de consultar um Médico Veterinário. As consultas de rotina são recomendadas duas vezes ao ano.  Isso porque muitos problemas de saúde só se manifestam quando estão em estágio mais avançado, como a doença renal crônica, por exemplo. Por isso, prevenir uma doença pode ser a melhor opção para manter seu gato ou cão sempre saudável.

Mais uma vez o comportamento auxilia na compreensão do estado de saúde. Os primeiros sintomas de que algo não está bem podem ser a inatividade, falta de apetite, vômitos, coceiras, lambedura excessiva de patas, etc. Assim, observe diariamente o comportamento do seu peludo. A qualquer alteração, leve ao médico veterinário.

stratman² (busy-taking care of Joey)/Creative Commons

Cuidados com pele e pelos

Problemas dermatológicos estão entre os principais motivos que levam o pet para uma consulta com o médico-veterinário. Gatos e cães estão sujeitos a sensibilidades e doenças de pele, que podem ter como motivo desde mudanças ambientais, excesso de banhos até alergias alimentares. Outro fator muito comum que desencadeia problemas dermatológicos é o estresse. Cães que passeiam pouco e gatos com atividade de caça diminuída, tendem a se coçar e se lamber mais, podendo ocasionar as dermatites psicogênicas (com fundo emocional). Por isso é tão importante oferecer um ambiente enriquecido para o animal poder expressar os comportamentos naturais da espécie.

Dentes limpos

Cuidar da higiene oral do pet também é cuidar da saúde. Algumas doenças na boca podem ser fonte de inflamação e infecção no organismo todo, além de causarem dor e desconforto ao gato ou cão. 4 em cada 5 cães com mais de 3 anos de idade apresentam problemas nas gengivas, mesmo assim a maioria dos tutores acredita que os dentes e gengivas de seu animal estão saudáveis, quando na verdade precisam de atenção. Uma forma de aliar a saúde ao bem-estar é oferecer ossos e mordedores diariamente para seu cão. Mas isso não substitui a escovação, tanto para cães, quanto para gatos.

Lenexa Vet/Creative Commons

Brincadeiras que fazem bem

O bem-estar dos pets e o estilo de vida saudável e alegre deles depende muito de você. Dedique um momento do seu dia para brincar, interagir e curtir seu melhor amigo. Já é comprovado: isso contribui para a saúde dele a sua também.  Divirtam-se!

Me siga por aí:

YouTube: www.youtube.com.br/luizacervenka

Instagram: @luizacervenka

Facebook: @bichoterapeuta

Site: www.luizacervenka.com.br