Faltam poucos dias para o primeiro final de semana de provas do ENEM, Exame Nacional do Ensino Médio. Depois de tanto preparo e dedicação todos os detalhes contam na hora de melhorar o seu rendimento. O que pouca gente sabe é que a alimentação pode ser uma grande aliada para manter a concentração e diminuir o cansaço e o desgaste depois de tantas horas. Da mesma forma, escolhas alimentares erradas podem prejudicar o desempenho dos estudantes. O post de hoje trará muitas dicas para quem vai fazer o Enem.

 

Em primeiro lugar é preciso acabar com o mito de que comer chocolate durante a prova é a melhor maneira de se alimentar e repor a energia necessária ao longo da tarde, essa é a pior escolha que você pode fazer. Por ser rapidamente absorvido, o açúcar dá um pico de glicose no sangue, que leva o organismo a liberar uma alta quantidade de insulina para utilizar esse açúcar, gerando uma queda logo em seguida, o que pode provocar falta de concentração, agitação, irritabilidade, sonolência, tontura, enjôo e dor de cabeça.

 

O nosso cérebro é um órgão que precisa ser alimentado a cada 3 horas, ele não tem nenhum estoque de energia e depende do que comemos para se nutrir e funcionar bem. Por isso é importante que você coma alguma coisa três horas depois que terminou de almoçar e, se ainda estiver fazendo prova terá que fazer mais um lanchinho próximo ao final. “Mas então o que eu posso comer durante a prova?” Frutas, mais de uma se quiser, pode optar por aquelas mais fáceis de levar como banana, maçã, pêra, ameixa, pêssego. As oleaginosas são ricas em gordura boa e podem te dar mais saciedade, bastam 4 ou 5 castanhas de caju, por exemplo ou 3 do Pará para garantir a sua concentração pelas próximas horas, se voltar a sentir fome, coma novamente, leve uma quantidade maior de alimentos, caso sinta necessidade de comer. As frutas secas como uva passa, ameixa, damasco e banana passa podem substituir o açúcar para quem sente vontade de comer doce. Pode fazer as escolhas que preferir, mas não deixe de se alimentar, isso poderá prejudicar bastante o seu rendimento.  

 

A prova começa às 13h e muita gente precisa sair de casa até um hora antes para chegar no horário. Mesmo assim o ideal é fazer uma refeição completa antes de sair. Um almoço com arroz, feijão, legumes, verduras e uma fruta no final, que pode ou não ter uma proteína animal, mas é bom que a quantidade seja baixa para não atrapalhar a digestão, o ovo ou o peixe são escolhas melhores. Nada de tomar suco ou refrigerante durante a refeição, para não atrapalhar a digestão, que pode provocar uma sensação de cansaço e empachamento, e doce de sobremesa nem pensar. Mesmo fazendo as escolhas certas, evite ingerir uma quantidade muito grande de comida para não ficar sonolento.

 

Se você não está acostumado a almoçar cedo, pode fazer um café da manhã reforçado, com frutas, ovos, tapioca e cereais como aveia ou granola, também vale tomar um chazinho, um café ou até um suco natural não adoçado. Evite o açúcar, o leite de vaca e os carboidratos de rápida absorção, como pães com farinha branca, bolos, bolachas e biscoitos, eles farão com que você sinta fome novamente em pouco tempo. As raízes também são uma boa alternativa para melhorar a saciedade, batata doce cozida ou assada, mandioca cozida ou até inhame e cará, que são comumente consumidos em algumas regiões do País, são só alguns exemplos. O abacate aparece também como um grande aliado de quem precisa de energia, porque é rico em gordura boa, mas o ideal é consumí-lo na versão salgada, pode temperar com sal e azeite, ou consumir puro, se preferir. As sementes e os grãos como a linhaça, a chia e o amaranto podem ser misturados com frutas, ovos ou com a tapioca para colaborar com a saciedade.  

 

Na noite anterior tente se alimentar até às 20h ou até duas horas antes de se deitar e prefira alimentos mais naturais. Fique longe de pizzas, frituras, doces, alimentos gordurosos, excesso de proteína animal e carboidratos refinados, tudo isso pode atrapalhar o seu sono e fazer com que você já acorde cansado. Se possivel, faça uma refeição completa com arroz, feijão, legumes, verduras e uma fruta de sobremesa, mas não exagere na quantidade. Cuidado com o excesso de cafeína nessa reta final que pode piorar a qualidade do seu sono e te dar dor de estômago nos próximos dias e até na hora da prova. Portanto evite abusar do café, do energético, do refrigerante, do chocolate e dos chás mate e preto.

 

Nos próximos dias fique atento à sua hidratação e procure tomar pelo menos 2 litros de água por dia, ela irá ajudar o seu cérebro a funcionar. Durante a prova, diminua a quantidade, mas não deixe de se hidratar, dê pequenos goles ao longo de todo o período, uma boa hidratação te deixará menos sonolento. E se estiver fazendo uma dieta com baixa ou nenhuma ingestão de carboidrato é bom mudar de estratégia nesta semana. A falta de carboidrato irá diminuir a sua concentração e você irá precisar muito dela. Então, capriche nos estudos e na alimentação e boa prova.