Feriados como o carnaval fazem com que as pessoas queiram tirar uma folga da rotina, das regras, das convenções e das obrigações. Mas ficar atento à alimentação pode garantir mais energia para curtir a festa e uma recuperação mais rápida. Dicas simples podem fazer com que você curta ainda mais os próximos dias.  

 

Capriche no café da manhã 

A primeira refeição do dia é sempre fundamental e no carnaval é ainda mais importante. O gasto energético dos foliões costuma aumentar bastante neste período e o tempo entre as refeições tende a ser bem mais longo. Ingerir alimentos variados e nutritivos antes de sair de casa vai garantir mais saciedade e energia.  O ideal é ter fontes de carboidrato, proteína, gordura, vitaminas e minerais, opções como abacate e azeite, que têm gordura boa, ovo, que é fonte de proteína, frutas em geral e carboidratos. Dê preferência para aqueles mais naturais como batata doce, mandioca, aveia ou tapioca, enriquecida com alguma fibra, como chia, amaranto ou linhaça. Evite açúcar, farinha branca, leite de vaca e seus derivados e ultraprocessados como bolacha recheada, pão de forma, mesmo os integrais, biscoitos e bolinhos prontos. Eles são digeridos rapidamente e logo a sensação de fome reaparece. 

 

Tenha em mãos alguns snacks para comer ao longo do dia 

Os blocos de carnaval começam logo de manhã e se revezam até a noite, sem intervalo, e dificilmente os foliões param para fazer refeições completas como almoço ou jantar. Porém não é recomendado passar o dia todo sem comer, principalmente quando se está ingerindo bebida alcóolica, pois a chance de ter uma crise de hipoglicemia aumenta muito. Por isso, além do documento e do glitter, vale a pena ter na mochila ou na pochete opções rápidas e fáceis de comer, que podem ser consumidas no meio da festa: oleaginosas, como castanhas, nozes e amêndoas; frutas secas, como uvas passas; bananada, que já vem em embalagens individuais ou biscoito de polvilho, entre tantas outras possibilidades. O álcool costuma camuflar a fome, mas é bom fazer uma forcinha, usar a criatividade e escolher suas opções de lanchinhos, que, certamente serão grandes aliados da curtição. 

 

Não deixe a água de lado

 

O calor e o desgaste físico das horas ininterruptas de folia pedem um aumento no volume de água consumido ao longo dos dias. Além disso, o álcool tem um efeito diurético e faz com que o organismo perca muito líquido, por isso o ideal é consumir água entre uma lata de cerveja e outra, por exemplo. Sua ingestão correta pode ajudar a combater a desidratação, cujo sintomas podem se confundir com cansaço e atrapalhar a festa. Esse líquido poderoso também pode ajudar a amenizar os sintomas da ressaca no dia seguinte. Água de coco, sucos naturais e até frutas in natura podem ajudar a cumprir o volume necessário para uma boa hidratação, refrigerantes, não contam. 

 

Para curar a ressaca

 

Mesmo com todos esses cuidados, é bem possível que o excesso de álcool e o desgaste físico provoquem a famosa ressaca nos dias seguintes à festa. Quando o assunto é ‘combater a ressaca’ o suco verde costuma ser bastante lembrado e não é por acaso. A couve, seu principal ingrediente, é rica em magnésio e costuma ser batida com frutas, ricas em outras vitaminas e minerais, também necessários para a recuperação do organismo. Esta verdura escura, de preferência a orgânica, tem ainda diversas substâncias benéficas, que são mais facilmente  liberadas quando as folhas são batidas, por isso a ideia de transformá-la em suco. A verdura ainda tem ação antiinflamatória, aumenta a capacidade do fígado de eliminar toxinas e ajuda na cicatrização da mucosa gastrointestinal, que fica muito abalada em dias de consumo excessivo de álcool, jejum prolongado e comidas gordurosas. Mas é bom lembrar que o suco deve ser tomado sem açúcar, uma boa opção para quem quer adoçá-lo é utilizar água de coco no lugar da água, ou bater a água com frutas naturalmente doces, como a manga ou a maçã, por exemplo.