Crédito: Reprodução / CEERT

Entre os dias 22 e 24 de março, o Seminário Internacional Racismo e Infância: impactos, desafios e perspectivas debaterá as relações raciais na infância, com foco nas áreas de educação, direito e saúde. O evento é online e organizado pelo Centro de Estudos das Relações de Trabalho e Desigualdades (CEERT), em parceria com a Porticus América Latina. Serão disponibilizadas 200 vagas. Para se inscrever, clique neste link – disponível até dia 19 de março.

Serão abordadas as seguintes temáticas: impactos do racismo para o desenvolvimento infantil; o estado da arte sobre racismo e infância no Brasil; as manifestações de racismo nas instituições de educação infantil; a formação de professores/as para o enfrentamento ao racismo e o papel da sociedade civil e dos gestores públicos na garantia de uma educação para as relações étnico – raciais.

Segundo Luciana Alves, gestora de projetos educacionais do CEERT e diretora de escola na  Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), a relevância do evento também se dá ao fato de abordar o que raramente é tratado nas pesquisas acadêmicas brasileiras: como experiências com racismo impactam o desenvolvimento do cérebro das crianças, tópico que será abordado pela professora de Harvard Natalie Slopen, também membro do corpo docente afiliado do Center for the Developing Child (Centro para a Criança em Desenvolvimento).

“Toda criança tem direito a uma infância segura e saudável, isso significa uma infância protegida dos danos físicos e psicológicos causados pelo racismo. Para garantir este direito é preciso que todas as instituições responsáveis por crianças – poder público, famílias, educadores, profissionais de saúde, dentre outros – estejam suficientemente informadas a respeito dos impactos do racismo no desenvolvimento infantil e que tenham ferramentas para combater tais impactos, bem como para promover experiências positivas relacionadas à diversidade racial”, disse Luciana.

Confira programação completa:

22 de março

14h – 16h30 (Horário de Brasília)

PAINEL 1 – AS PESQUISAS SOBRE INFÂNCIA E RACISMO: PANORAMA DO DEBATE CIENTÍFICO

Abertura

Cida Bento
Co-fundadora do CEERT e estudiosa das relações raciais.

Letícia Born
Gerente de programas da Porticus America

Debate

Natalie Slopen
Professora assistente de Ciências Sociais e Comportamentais na Harvard T. H. Chan Schoolof Public Health (Escola de Saúde Pública Har-
vard T. H. Chan) e membro do corpo docente afiliado do Center for the Developing Child (Centro para a Criança em Desenvolvimento) da Universidade de Harvard.

Luciana Alves

Gestora de projetos educacionais no Ceert e diretora de escola na Unifesp. Desenvolve pesquisas na área de educação e relações raciais, é autora do livro Ser Branco, publicado pela editora Hucitec.

Benilda Brito

É ativista dos Movimentos feminista e Negro desde a década de 80. Participa do N’zinga Coletivo de Mulheres Negras de Belo Horizonte, é integrante titular na Plataforma DHESCA (Direitos Humanos, Econômicos, Sociais e Ambientais). Membro titular do Grupo Assessor da Sociedade Civil da ONU Mulheres. Integra a Executiva do FOPIR – Fórum Permanente de Igualdade Racial.

Mediação

Carolina de Paula Teles

Mestre em educação pela Universidade de São Paulo, consultora do CEERT e professora de educação infantil.

23 de março

10h – 12h30 (Horário de Brasília)

PAINEL 2 – RACISMO NA INFÂNCIA: EXPERIÊNCIAS VIVENCIADAS POR CRIANÇAS PEQUENAS

Caroline Jango

Doutora e mestre em Educação pela Unicamp, autora do livro “Aqui tem Racismo: um estudo das representações sociais e das identidades das crianças negras na escola”. Pedagoga do Instituto Federal de São Paulo (IFSP) – Campus Hortolândia e membra fundadora do Núcleo de Estudos Afro-brasileiros e Indígenas do IFSP.

Cristina Teodoro

Doutora e mestre em Educação, pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Graduada em Pedagogia. Professora da Adjunta Efetiva da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB), responsável pelo componente curricular Educação Infantil nos países da Integração e prática de estágio na Educação Infantil.

Flávio Santiago

Doutor em Educação pelo programa de Pós-graduação em Educação da Faculdade de Educação – UNICAMP (2019), Mestre também pelo programa de Pós-graduação em Educação da Faculdade de Educação – UNICAMP (2014) e licenciado em Pedagogia pela Universidade Federal de São Carlos (2011). Durante o doutoramento, realizou estágio sanduíche na Università degli Studi di Milano-Bicocca – Itália.

Mediadora

Maria das Graças Gonçalves

Doutora em educação pela Universidade de São Paulo, consultora do CEERT e professora da Universidade Federal Fluminense.

24 de março

10h – 12h30 (Horário de Brasília)

PAINEL 3 – ENFRENTAMENTO AO RACISMO NAS INSTITUIÇÕES DA INFÂNCIA: O PAPEL DO PODER PÚBLICO

Marly Silveira

Doutora em Psicologia pela Universidade de São Paulo; Mestre em Educação pela Univ Fed Fluminense; Ex Professora da Universidade Federal de Goiás; Prof Aposentada da Universidade de Brasília; Consultora da Área de Educação na Equipe do CEERT.

Waldete Tristão

Doutora pela USP e mestra pela PUC-SP. Professora do Instituto Singularidades, em São Paulo. Foi professora e coordenadora pedagógica na educação infantil paulistana. É consultora em educação e relações raciais no Centro de Estudos das Relações de Trabalho e Desigualdades (CEERT).

Daniel Teixeira

Advogado, especializado em Direitos Difusos e Coletivos pela Faculdade de Direito da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC/SP); diretor de projetos do CEERT – Centro de Estudos das Relações de Trabalho e Desigualdades; foi “Visiting Scholar” da Faculdade de Direito da Universidade de Columbia, em Nova Iorque; e Fellow do Public Interest Law Institute – Budapeste.

Mediação

Fernanda Cristina de Souza

Doutora em educação pela Univesidade de São Paulo, professora do Instituto Federal de São Paulo e participante do grupo gestor do Fórum Paulista de Educação Infantil.

Fechamento

Daniel Teixeira

Diretor do CEERT

Letícia Born

Gerente de programas da Porticus America Latina.