Jovens da periferia estão mais vulneráveis à violência (Crédito: Morguefile)

Jovens da periferia estão mais vulneráveis à violência (Crédito: Morguefile)

O Mapa da Desigualdade da Cidade, divulgado pela Rede Nossa São Paulo na quarta (31), revela a injustiça sofrida pela nossa juventude: o risco de jovens entre 15 e 19 anos do sexo masculino sofrerem homicídio é 16 vezes maior no Campo Limpo, em comparação com a Vila Mariana.

O primeiro bairro é pobre e apresenta o pior índice da cidade, computando 10,44 homicídios por 10 mil habitantes. Já na região com os melhores resultados da cidade, a Vila Mariana, o indicador cai para 0,642. Para a Rede Nossa São Paulo, este cenário é o verdadeiro “desigualtômetro”.

Outros dados do relatório também chamam atenção, como a gravidez na adolescência. Ainda de acordo com a Rede Nossa São Paulo, a porcentagem de bebês com mães de 19 anos ou menos é 166 vezes maior em Perus (19,41% sobre todos os nascidos vivos) do que no Jardim Paulista (indicador de 0,117%).

Um adulto que vai para a rua, para o crime, que sobrevive em subempregos ou até mesmo em trabalhos análogos ao de escravo (sim, isso ainda existe!) foi certamente uma criança, um adolescente e um jovem, que teve todos os seus direitos violados. Esperamos que este estudo sirva como referência para o poder público olhar às regiões carentes da cidade.