Crédito: Divulgação

Crédito: Divulgação

Antigamente, as margens do Rio Araçuaí, que banham a cidade de mesmo nome, no Vale no Jequitinhonha, em Minas Gerais, eram cobertas por uma mata espessa. Vítima da devastação, a paisagem hoje é quase deserta. Na intenção de resgatar um passado muito mais verde, os meninos e meninas do Projeto Arasempre (Ser Criança) criaram o projeto Fábrica de Árvores dos Meninos de Araçuaí.

De acordo com Luciana Aguiar, assessora de projetos da iniciativa, a ideia é reflorestar as margens do rio e trazer de volta as araras que deram nome ao município. “Recuperando as margens, garantimos também o direito de tomar banho de rio”, comenta.

O Projeto Arasempre (Ser Criança) faz parte do Centro Popular de Cultura e Desenvolvimento (CPCD), ONG criada pelo professor e antropólogo Tião Rocha.

Crédito: Divulgação

Crédito: Divulgação

Como funcionará

Serão necessárias 281 mil mudas de árvores para recompor a mata ciliar do rio Araçuaí. Para dar conta da missão, as crianças construíram uma cúpula geodésica – espécie de oca – para abrigar as primeiras mudas e as sementes que serão plantadas em um mutirão, assim que houver chuva.

Com patrocínio da Petrobrás, o projeto prevê o plantio de 10 mil mudas ainda este ano. O programa tem planejamento para os próximos cinco anos. Até 2019, pretende-se ver as margens do rio Jequitinhonha bem verdinha!

Veja o vídeo do projeto neste link.

Crédito: Divulgação

Crédito: Divulgação