Esta foi uma semana quente para a indústria de perfumes. São Paulo sediou o Oscar latino-americano do setor, o concurso Atualidades, Cosméticas. Paralelamente, Lady Gaga aproveitou sua turnê brasileira para lançar a fragrância Lady Gaga Fame (R$ 129,90, 30 ml), a primeira com fluído preto, que fica transparente em contato com a pele.

Já a ex-tenista Gabriela Sabatini, de 42 anos, veio a São Paulo festejar sua fragrância. Gabriela Sabatini (R$ 69,90, 30 ml) está entre os 10 primeiros em vendas da Sack’s no País. “Lancei o perfume aos 19 anos, no auge da minha carreira. Tenho planos de aumentar a linha, mas a nova geração de adolescentes não me conhece. Estou aqui para reforçar minha imagem”, disse, em sua passagem pela cidade.

Na terça-feira, um dos grandes vencedores do Atualidade Cosmética, com 400 inscritos, foi o Boticário. A empresa levou três prêmios com os perfumes Stiletto, Egeo Provoke, Nativa Spa Verbena Senses.

 

ENTREVISTA – 
Gabriela Sabatini, 42 anos, empresária 

Nos anos 1980, a argentina Gabriela Sabatini era um dos grandes destaque entre as tenistas. A morena de 1,75 metros de altura chamava atenção pela forma física dentro e fora das quadras. Entre os títulos conquistados na carreira, o torneio de duplas em Wimbledon, em 1988. Quando se aposentou, no começo dos anos 1990, virou empresária. Ontem ela estava em São Paulo– cidade onde não colocava os pés há mais de dois anos –, à negócios: veio investir no rejuvenescimento da imagem do perfume Gabriela Sabatini, há dez anos entre os mais vendidos no Brasil, segundo a Sack’s.

Você ainda dá autógrafos na rua?
G.S.:  
Só entre uma geração mais madura. Daí, quando entro num restaurante sempre aparece alguém. Mas os jovens, os adolescentes não sabem que eu sou.

Eles não sabem quem você é, mas continuam comprando seu perfume?
G.S.:
É verdade. Mas acho que isso acontece porque as mães deles usavam. E daí, os filhos passaram a comprar também. É uma marca que passou de geração para geração.

 Há quanto tempo o perfume está no mercado?
G.S.:
Há 23 anos, ele chegou às prateleiras das lojas. Eu estava no auge, com apenas 19 anos. Foi uma fragrância que surgiu para representar uma mulher vencedora e jovem.

A ideia é repaginá-lo para que ele acompanhe as fases da sua vida?
G.S.:
Absolutamente. Ele vai continuar como sempre foi. Estou apenas preparando terreno a comemoração dos 25 anos da marca. A ideia é lançar uma nova linha. Mas isso ainda é segredo.

Você vai ter tempo de aproveitar a cidade? 
G.S.:  Muito pouco. Tenho amigos aqui em São Paulo, que ainda não consegui ver. No máximo vou jantar em algum lugar, mas não sei onde. Não conheço bem São Paulo. Prefiro o Rio. Adoro praia. Quando jogava costumava treinar no Rio e em Angra dos Reis.

Você ainda joga? 
G.S.: Não.

Nem com os amigos para matar a saudade das quadras?
G.S.: Não. Acredita? !