A artista plástica Nina Pandolfo lança livro com os principais momentos de sua carreira

[galeria id=1265]

A menina cabeçuda de olhos grandes já percorreu quase todos os bairros de São Paulo. Também surgiu estampada em muros de cidades da Alemanha, Cuba, Espanha, Estados Unidos, França, Grécia, Índia entre outros países. De dois anos para cá, virou pintura de galeria. Agora está no primeiro livro de sua criadora, a grafiteira e artista plástica Nina Pandolfo, de 34 anos, que resolveu fazer uma retrospectiva de seus 15 anos de carreira.

Nina começou como artista plástica, mas ganhou fama pintando os muros da capital paulistana. E a menina de olhos grandes sempre esteve em seus trabalhos, desde o primeiro muro – o do respiro da Estação da Luz, na Avenida Tiradentes no centro de São Paulo. “Ela virou marca registrada dos meus trabalhos. Mas, nesses 15 anos, ela amadureceu. Já está com jeito de mocinha”, diz Nina, que usa a boneca como espelho de sua personalidade. “Sou muito feminina.”

Entre os amigos do começo de carreira, que saiam pelas ruas procurando muros para pintar como se fossem telas, estava Otávio Pandolfo, um dos artistas da dupla osgêmeos, com quem acabou casando.

Parte desta história, pelo menos a mais iconográfica, esta em Nina (150 páginas, da Master Books). O lançamento será segunda-feira na Livraria Cultura, do Conjunto Nacional ( Avenida Paulista, 2.073).