“Eu queria tanto estar
No escuro do meu quarto
À meia-noite, à meia luz
Sonhando”

GUILHERME ARANTES (1953-), compositor brasileiro