Talvez você não conheça Azuma Makoto, mas o japonês, que vive em Tokyo, dedica-se a uma arte bem diferente: nas flores e plantas, ele encontra a inspiração para seu trabalho. Mas elas são também o seu suporte, com a tela é suporte para o pintor. Entre uma instalação e outra, ele ainda faz experimentações, como o projeto Iced Flowers, clicado pelo seu “partner in crime”, o fotógrafo Shiinoki Shunsuke.

1

Design, arte e natureza também se encontram no Paludarium OSAMU. A inspiração vem de um sistema criado no séc. XIX, na Inglaterra, para que o público pudesse observar num aquário o ciclo das plantas vindas das colônias. No sistema de Azuma, a água descartada do tanque onde fica a planta é filtrada e reutilizada no tanque da esquerda:

2

3

O novo trabalho dele chega na Colette, de Paris, no fim do mês: Petal Box.

4

O site de Azuma com Shiinoki Shunsuke não é totalmente em inglês, mas vale a visita para conhecer mais di trabalho da dupla.