Manual gratuito ensina a produzir morango orgânico. FOTO: REPRODUÇÃO

Muita gente tem um amigo sitiante ou alguém com o “pé na roça” interessado em cultivar alguma coisa. Se a intenção for plantar seguindo os preceitos da agricultura orgânica, uma série de manuais elaborados pelo Centro de Inteligência de Orgânicos, o CI Orgânicos, da Sociedade Nacional de Agricultura (SNA), já pode dar uma bela de uma força.

Até o momento foram lançados 13 manuais, gratuitos e online, que abordam, além do cultivo de frutas e legumes orgânicos, temas como pecuária leiteira orgânica, comercialização, investimento em orgânicos, descrição do case da Cooperagreco (uma cooperativa orgânica de Santa Catarina) e também um guia do produtor orgânico, que descreve o que é, afinal, agricultura orgânica e suas variantes, entre outras abordagens.

Em relação aos manuais que ensinam o cultivo agroecológico, já foram lançados os de milho, morango, goiaba, batata e tomate, e um sobre pecuária – o que ensina a produzir leite orgânico. São, prioritariamente, publicações voltadas à produção comercial desses vegetais, para pequenos e médios agricultores.

Mas como o tema alimentação orgânica está cada dia mais em alta, também vale a pena, para o consumidor urbano de orgânicos, dar uma passada de olhos nas técnicas de cultivo – explicadas bem didaticamente – para aprender, afinal, como são feitos os plantios sem a utilização de agrotóxicos, adubos químicos e transgênicos. E também, claro, para valorizar o trabalho de quem se dispõe a plantar os alimentos que consumimos sem poluir solo e água e preservando a biodiversidade.

Os autores desses manuais são engenheiros agrônomos veteranos nas técnicas agroecológica de cultivo. Como o pesquisador Sebastião Tivelli, que assina alguns deles. Ele é pesquisador, em São Roque (SP), da Unidade de Pesquisa e Desenvolvimento da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (Apta), ligada à Secretaria de Agricultura paulista.  Nessa unidade no interior paulista tecnologias de cultivo orgânico são testadas e o local serve também para a capacitação de técnicos em agricultura orgânica.

É bom lembrar, ainda, que esses manuais respeitam e orientam, ao ensinar as técnicas de cultivo, a legislação ligada à produção e certificação de alimentos orgânicos. Excelente iniciativa!