Vinho está entre os produtos que poderão ser importados FOTO: NILTON FUKUDA/ESTADÃO

O Brasil recebeu a primeira carga de vinhos orgânicos do Chile, após a assinatura de acordo entre os dois países que reconhece reciprocamente o sistema de certificação de ambos. Conforme nota do Ministério da Agricultura divulgada hoje, os vinhos são produzidos por agricultores familiares chilenos e são certificados pelo Sistema Participativo de Garantia.

A carga chegou ao Brasil no início da semana, pelo Porto de Uruguaiana (RS), e já foi liberada. O ministério explica que, antes do memorando de entendimento entre Brasil e Chile, as importações e exportações de orgânicos estavam restritas aos produtos certificados por auditoria – e não por sistema participativo, na qual, grosso modo, um produtor orgânico fiscaliza o outro. O sistema participativo também permite a divisão dos gastos, reduzindo o custo de produção.

“Estamos fazendo história em relação ao reconhecimento do Sistema Participativo de Garantia da qualidade orgânica, porque outros países ainda não os reconhecem com qualidade comparativa à certificação por auditoria”, comentou, na nota, a coordenadora de Produção Orgânica do Ministério da Agricultura, Virgínia Lira. “A maior parte dos produtores que promovem a certificação participativa são da agricultura familiar, então, isso representa um importante incentivo para os pequenos produtores brasileiros e chilenos”, completou Virgínia.