Foto: divulgação

Óculos para que te quero? Para muito mais do que somente corrigir ou proteger a visão. Esses artigos que por definição são órteses, na verdade tornaram-se importantes acessórios de moda. Isso aconteceu por que o cinema (principalmente na década de 1930) e as celebridades da música impulsionaram o objeto como um elemento de estilo.

A partir da aceitação da população, a indústria óptica se desenvolveu de tal forma que hoje é possível encontrar os mais diversos modelos, cores, tamanhos e marcas para aquisição. Mas, como um bom acessório de moda, os óculos também seguem modismos. E a bola da vez são os óculos redondos!

Talvez o mais icônico sejam os óculos redondinhos de John Lennon, que popularizou a peça ainda na década de 1960. Mas o músico não foi o único, diversos outros astros sustentaram (e promoveram) a peça ao longo dos anos:  Elton John, Ozzy Osbourne, Kanye West, Johnny Depp, Florence Welch e, mais recentemente, o polêmico Justin Bieber.

Justin Bieber flagrado usando óculos redondos

O fato é que apesar dos modismos, escolher óculos exige muito mais atenção do que você imagina, sejam eles solar ou de grau. Não adianta só ser barato, de marca, resistente ou confortável. Eles ainda precisam valorizar seu formato de rosto e estilo.

A consultora de imagem pessoal e professora do Senac Campinas, Justine Armani, explica que os óculos redondos têm uma comunicação visual mais despojada, jovial e aproximante. “A cor e os materiais também inferem no resultado final da comunicação, porém, quanto mais coloridos e espelhados, mais casuais são”, destaca ela. Por isso, são peças que vão cair melhor para homens que possuem um estilo mais esportivo, criativo e natural.

Ainda é preciso identificar se a peça veste bem para o seu formato de rosto. Justine explica que óculos redondos harmonizam melhor com rostos que possuem linhas verticais e horizontais, como os hexagonais de lateral reta, hexagonais de base reta e os ovais.

Os três formatos de rostos masculinos mais indicados para uso dos óculos redondos

Não se encaixa nessas três opções? Não significa que não possa usar óculos redondos. A consultora reforça que para as exceções, as peças devem ser bem harmonizados com o rosto, já que poderão acentuar ainda mais a linha do queixo, da mandíbula ou a falta de ângulos dos demais formatos de rostos. “Nesses casos, o melhor é optar por óculos com tons mais próximos à cor da pele e armações mais discretas, além de evitar lentes espelhadas”, afirma Justine.

Confira algumas opções de óculos redondos no painel de inspiração.

Fotos: divulgação

Como você vê, nada é proibitivo na moda hoje. É preciso apenas um olhar mais cuidadoso para que a imagem final seja coerente com a sua personalidade e seu tipo físico. A moda está para nos servir e não nós a ela.