Peta critica Logan Paul após vídeo em que eletrocuta ratos mortos

Redação - O Estado de S.Paulo

Youtuber, que já havia feito piadas com um homem que havia se matado, recebeu novas críticas

O youtuber Logan Paul enquanto atira com um taser em um rato morto

O youtuber Logan Paul enquanto atira com um taser em um rato morto Foto: YouTube / @Logan Paul Vlogs

O youtuber Logan Paul, que ficou conhecido mundialmente após ter filmado uma pessoa que havia cometido suicídio em uma viagem ao Japão, e ter feito piada com ela, continua causando polêmica em seus vídeos.

Desta vez, ele resolveu utilizar um taser, aparelho que aplica choques elétricos, em um ratinho morto. A brincadeira não soou nada bem para o Peta, um dos maiores grupos em defesa dos direitos animais do mundo.

Em outro momento, ele tira um peixe que estaria supostamente 'morto' da água e tenta 'ressuscitá-lo' tocando em suas brânquias. Em seguida, o devolve ao laguinho do qual o retirou e mexe com ele até que volte a nadar.

Por meio de um comunicado divulgado no site do Peta2, ala da instituição para jovens e adolescentes, a entidade criticou duramente as atitudes de Paul, que também causaram revolta nas redes sociais.

"Ele atirou um taser, que pode entregar [choques] de até 50 mil volts a dois ratos mortos. [...] Atirar o corpo morto de um animal com um taser não é apenas estranho - é vergonhoso. Ao postar isso no YouTube, Paul pode fazer com que milhões de seus jovens seguidores se tornem insensíveis à crueldade animal", alega a instituição.

"Ele tira o peixe da água e tenta ressuscitar o animal pressionando suas brânquias. Tirar um peixe da água é extremamente perigoso, porque ele começa a sufocar assim que é exposto ao ar. Isso provavelmente foi uma experiência terrível para o peixe", complementam.

Confira o vídeo que originou a polêmica abaixo: