Mulher que deixou de ser analfabeta aos 82 anos expõe o poder transformador da educação

Redação - O Estado de S.Paulo

‘Globo Repórter’ desta sexta-feira, 11, contará a história de pessoas que superaram as adversidades da vida através dos estudos

Matheus usa sua formação em engenharia civil para melhorar a vida de sua mãe

Matheus usa sua formação em engenharia civil para melhorar a vida de sua mãe Foto: Globo/ Divulgação

O programa Globo Repórter desta sexta-feira, 11, abordará histórias de pessoas que superaram os desafios da vida através da educação. Gente que superou a miséria e a desigualdade social para ter uma vida digna que deveria ser direito de todos.

Entre os personagens do programa está Matheus, de 22 anos. Crescido no Jardim Pantanal, zona leste de São Paulo, ele via quase sua casa e a dos vizinhos serem alagadas sempre que chovia.

“Mãe, vou ser engenheiro civil e tirar a senhora daqui”, prometeu Matheus enquanto ainda era criança. Pois ele persistiu nos estudos e conseguiu concluir o curso superior em engenharia civil. Agora, ele construiu uma casa para a mãe no alto, longe da água das enchentes.

Outro personagem será André, filho de uma manicure e um motorista. Quando menino, ele lia à luz de velas porque a família não tinha dinheiro para pagar a conta de luz. Hoje, André já fez pós-doutorado nos Estados Unidos e vem ao Brasil de vez em quando para rever a família.

“Não precisa chegar rápido. Se correr demais no começo, você se cansa e não aproveita tanto o que tem lá na frente”, aconselha André.

Para mostrar que não há idade para aprender, duas senhoras darão seu exemplo: uma deixou de ser analfabeta aos 82 anos, enquanto outra domina as tecnologias aos 76.

Ainda há espaço para mostrar a cidade cearense de Sobral, que realizou mudanças significativas no ensino público municipal e se tornou exemplo de que educação de qualidade para todos é possível.

O Globo Repórter vai ao ar na noite de sexta-feira, dia 11.