Evandro Santo critica 'Pânico': 'Me prostituindo para ter atenção'

Redação - O Estado de S.Paulo

Humorista integrou elenco do programa na TV por cerca de onze anos

O humorista Evandro Santo

O humorista Evandro Santo Foto: Reprodução de 'Programa do Porchat' (2018) / Record TV

O humorista Evandro Santo fez críticas ao programa Pânico, onde trabalhou durante onze anos e ficou conhecido por interpretar o personagem Christian Pior, em entrevista ao Programa do Porchat da última quarta-feira, 16.

De acordo com ele, houve três momentos "horríveis" em seu período no grupo: quando teve de usar uma bermuda de plástico repleta de baratas, quando precisou pular em um bungee jump e um ocorrido durante o Dia das Mães que supostamente o teria colocado na "geladeira".

"Tinha uma matéria do Dia das  Mães. Falei assim na época: 'Gente, não me dou bem com minha mãe. Bola uma mãe aí pra mim, uma travesti, qualquer coisa engraçada, pra eu poder fazer. Porque não tô falando com minha mãe, saí de casa muito cedo e não vou fazer isso na televisão'. 'Ah tá bom, beleza'.", começou.

Em outro dia, Evandro contou que recebeu uma ligação de um amigo da cidade de Uberaba, contando que sua mãe estava em São Paulo. O humorista entrou em contato com a produção e pediu esclarecimentos, afirmando que não a reencontraria em frente às câmeras. 

"Não fui na gravação. Nisso que não fui, ok, o Evandro não foi. Botaram minha mãe no avião, ela voltou pra Uberaba triste. Aí comecei a gravar matéria e não ia pro ar. Isso em maio. Falei assim: 'Tô na geladeira porque fiz o rebelde'."

Em agosto, Evandro sugeriu uma matéria em que fosse atrás de seu pai no programa. "Eu particularmente nunca assisti. Foi uma das vezes que senti que estava me prostituindo para ter atenção. Foi muito difícil fazer."

Sobre sua breve participação no Melhor da Tarde, programa de Catia Fonseca na Band, esclareceu: "Fui demitido, acontece. Chorei dois dias. Depois saí cantando e dublando Madonna. Começou a aparecer show, evento, percebi que a vida era bela e tô aqui hoje".

Confira um trecho da entrevista abaixo: