Empresa que cometeu erro no Oscar continuará participando do evento, mas com ressalva

Redação - O Estado de S.Paulo

Única mudança é que, antes de entrar nos bastidores, todos deveram entregar seus telefones celulares

Confusão ocorreu quando 'La La Land' foi anunciado como vencedor de melhor filme

Confusão ocorreu quando 'La La Land' foi anunciado como vencedor de melhor filme Foto: Mark Ralston/AFP

O erro na edição de 2017 do Oscar chamou atenção do mundo inteiro quando La La Land foi anunciado como vencedor na categoria de melhor filme no lugar de Moonlight. Apesar disso, a instituição decidiu continuar com a empresa de auditoria responsável pela confusão, a PwC.

De acordo com a Reuters, em uma carta escrita por Cheryl Boone Isaacs, presidente da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, a empresa fez uma apresentação de revisão de seus protocolos depois do caso. 

A única mudança é que celulares e outros dispositivos eletrônicos dos responsáveis deverão ser entregues antes de eles entrar nos bastidores do evento.   

No dia do Oscar, minutos antes do erro acontecer, Brian Cullinan, responsável pela contagem dos votos, havia postado uma foto de Emma Stone, vencedora do prêmio de melhor atriz. Foi ele quem entregou o envelope errado para Faye Dunaway e Warren Beatty.