Criadora de ‘Gilmore Girls’ está livre para produzir sequência da série

Redação - O Estado de S.Paulo

Amy Sherman-Palladino afirmou que acordo com a Amazon permite que ela produza a série caso a oportunidade apareça

Lauren Graham e Alexis Bledel na série 'Gilmore Girls' (2005)

Lauren Graham e Alexis Bledel na série 'Gilmore Girls' (2005) Foto: Warner Bros. Television

Os fãs de Gilmore Girls ficaram com um gostinho de quero mais após a Netflix lançar, em 2016, quatro episódios que resgataram a série original. Em setembro de 2017, a criadora da série Amy Sherman-Palladino assinou contrato com a Amazon, rival da empresa de streaming, o que deixou o sonho de novos episódios mais distante.

No entanto, Amy deu uma afirmação durante entrevista à revista Radio Times que pode trazer alegria de volta aos fãs: ela está liberada para criar uma sequência para a série.

“Nós estamos em uma posição confortável junto à Amazon. Dissemos que se algum dia quisermos fazer uma sequência, se nos juntarmos com as meninas e tivermos um conceito que funciona, então estaremos livres para fazer uma sequência”, contou Amy.

Amy divide a criação de Gilmore Girls com o marido, Daniel Palladino. Eles comentaram sobre trazer de volta a comédia.

“Nos sentimos ótimos com isso”, Amy afirmou. “Nós aproveitamos muito, adoramos a experiência e teve um significado diferente do que a série original”. E continuou: “Ao voltarmos juntos e saber que não vai durar, por exemplo, dez anos, tivemos uma estrutura de trabalho diferente onde pudemos nos divertir mais e conversar no set”.

Gilmore Girls foi uma série originalmente produzida pela Warner Bros. Television e veiculada de 2000 a 2007. Em 2016, a Netflix produziu quatro episódios que deram continuidade à série.