Buddy Valastro: 'Quando penso em referências, não penso nos grandes chefs, mas sim em minha avó'

Hyndara Freitas - Especial para O Estado de S. Paulo

Astro de 'Cake Boss' terá novo reality focado em pratos brasileiros e na cozinha em família

Foto: Divulgação

Idealizado por Buddy Valastro e pela Discovery Networks, o próximo reality culinário do confeiteiro passa longe dos bolos exuberantes e grandiosos pelos quais ficou conhecido no programa Cake Boss e aposta na cozinha brasileira.

Inicialmente, o nome da atração seria "Cozinha em Guerra", mas ainda não há confirmação.  Segundo Buddy, a intenção do programa é "encontrar quem faz a melhor comida caseira do Brasil", disse em evento de divulgação do programa nesta quinta, 5.

Em formato inovador, os competidores são duplas que têm algum laço familiar ou íntimo muito forte, desde casais até cunhados e melhores amigos. A inspiração, diz Buddy, veio de sua própria família: "Quando penso em referências na cozinha, não penso nos grandes chefs, mas sim em minha mãe, em minha avó, em minha esposa. Não há maior alegria do que cozinhar para alguém e compartilhar com sua esposa, seus filhos, ver a alegria deles."

Os pratos serão julgados apenas pelo confeiteiro, porém todo episódio terá um convidado diferente que tem alguma relação com o desafio do dia para dar opiniões. Na competição entre pratos típicos da região norte, por exemplo, a convidada será a cantora Joelma, natural do Estado do Pará.

Quando questionado sobre sua capacidade de julgar pratos brasileiros, Buddy diz que tem "o paladar muito bom" e que viveu por 44 dias no Brasil, o que foi suficiente para que ele entendesse a cultura e algumas características de nossa cozinha, além de dizer que vai contar com a ajuda dos convidados para saber que sabor os pratos devem ter e, então, avaliar. "Nós fazemos o melhor que podemos", disse Buddy.

Valastro ainda diz que, no reality, os telespectadores vão aprender a ser "mais criativos", a "gerenciar melhor o tempo que a comida leva para ser preparada" e, principalmente, "vão emocionar-se, pois vão ver as famílias cozinhando e vão se lembrar de como era cozinhar com suas famílias também, e se inspirar".

O processo de seleção começou por uma inscrição no site, em que as duplas respondiam algumas perguntas e mandavam um vídeo com uma amostra do que sabiam fazer na cozinha e detalhes de como era a relação da dupla. Depois, algumas duplas selecionadas foram para São Paulo fazer testes na cozinha. Nesta fase, foram avaliados os conhecimentos culinários e como a dupla trabalhava. "Estes foram os dois caminhos: saber cozinhar e, acima de tudo, ter um bom relacionamento", diz o diretor artístico da Record, Eduardo Gaspar.

No primeiro episódio, serão 26 duplas participantes, mas já no segundo episódio o número cai para 13 pares. Diferentemente do programa 'Cake Boss', em que o vencedor ganha um emprego na confeitaria de Buddy, neste reality a dupla vencedora vai levar o prêmio de 200 mil reais.

A atração, assim como a maioria dos realities culinários da TV, é totalmente gravada antes de estrear, por isso é preciso muito cuidado para manter os resultados das provas em sigilo. Os produtores, Record e Discovery Home & Health, declararam que todos os episódios serão gravados, com excessão do último, a grande final, que será ao vivo para reservar a surpresa do ganhador. Serão 13 episódios no total.

O reality estreia na Record no dia 28 de junho, às 22h30 e será reexibido no Discovery H&H no dia 1 de julho, às 21h50. 

Segunda casa. Buddy é muito amado pelo público brasileiro. Desde o programa 'Batalha dos Confeiteiros', exibido pela Record no ano passado, o confeiteiro ganhou o coração de crianças, adolescentes e adultos por todo o País, chegando a lotar um shopping da capital paulista.

"Eu amo meus fãs, eles são os melhores, realmente fazem eu me sentir em casa." Sobre a comida brasileira, Valastro é só elogios: "Amo brigadeiro, vaca atolada, pastel e coxinha". Sobre essa última, inclusive, ele adiantou terá um episódio dedicado a ver qual dupla faz a melhor versão do salgado brasileiro.

A principal diferença entre os participantes dos realities brasileiros e os americanos, diz Buddy, é que "os brasileiros são mais emotivos", e brinca, dizendo que "é capaz de fazer alguém chorar com uma simples cara feia", o que não é um problema, pois ele diz que também é emotivo, por isso gosta tanto dos fãs daqui.

"Você tem que ser quem você é. A mesma pessoa que você vê nessa entrevista é a mesma pessoa que você vê andando nos bastidores, eu tiro fotos com todo mundo, não se pode dizer 'não' aos seus fãs", deixando claro como é grato pelos seus admiradores. "É claro que há horas em que você quer ficar num buraco e não ser visto, mas se não fosse pelos fãs, eu não seria quem eu sou."

"Quando eu vim para o Brasil pela primeira vez, muitas pessoas me disseram que era inseguro. Agora, eu não só me sinto seguro como eu digo que aqui é a minha segunda casa. Eu me sinto acolhido e amado. Eu acredito que eles me veem como eu sou", o confeiteiro declara, emocionado, e diz que quer trazer sua esposa e seus filhos para passar férias no País.