Tyra Banks diz que quase não foi modelo da Victoria’s Secret por causa de seu cabelo

Redação - O Estado de S.Paulo

"Nenhum cabeleireiro sabia mexer no meu cabelo afro-americano", conta a apresentadora

Tyra Banks foi a primeira modelo negra a usar o 'Fantasy Bra' da Victoria's Secret

Tyra Banks foi a primeira modelo negra a usar o 'Fantasy Bra' da Victoria's Secret Foto: Instagram/@tyrabanks

Ex-modelo e atual apresentadora do reality show America’s Next Top Model, a norte-americana Tyra Banks foi a primeira mulher negra a assinar contrato com a Victoria’s Secret e usar o Fantasy Bra, sutiã milionário feito com pedras preciosas, durante um desfile da marca de lingerie. Agora, em entrevista à revista W, ela revela que quase perdeu todas essas oportunidades por causa de seu cabelo. 

“Fui mandada para casa no meu primeiro dia porque nenhum cabeleireiro sabia mexer no meu cabelo afro-americano”, disse Tyra, que se viu obrigada a arrumar o próprio cabelo antes de ir ao trabalho. A situação só mudou quando a apresentadora decidiu expor a situação para a empresa. “Eu disse “Olha, meu cabelo é diferente, preciso de alguém que saiba lidar com ele’. Depois disso, eles contrataram pessoas que arrumaram meus fios durante 10 anos”, contou. 

A carreira de Tyra Banks abriu caminho para que modelos negras mais jovens, como a brasileira Laís Ribeiro, também consigam ocupar espaços ainda pouco diversos na moda. Em 2017, Laís foi apenas a quarta mulher negra a vestir o Fantasy Bra. No ano passado, um número recorde de negras integrou o time da Victoria’s Secret: 17, em um total de 55. “Havia muita discriminação na minha época, mas a boa notícia é que agora as meninas têm as redes sociais, e não precisam mais sofrer em silêncio”, avaliou Tyra.

 

Uma publicação compartilhada por Lais Ribeiro (@laisribeiro) em