'Se a grife não tem uma realidade comercial, ela não existe'

Mariana Belley - O Estado de S.Paulo

André Hidalgo reformula a Casa de Criadores para alinhar o evento, focado em novos estilistas, às necessidades do mercado

Desfile Weider Silverio

Desfile Weider Silverio Foto:

Começou na última quarta, 22, a Casa dos Criadores, um dos maiores celeiros de novos estilistas do Brasil. Realizado em São Paulo, o evento, que termina na sexta, 24, completa 18 anos e chega à maioridade cheio de mudanças. A ideia da organização é firmá-lo como referência no calendário da moda nacional e se adequá-lo às necessidades do mercado e dos consumidores. 

O primeiro passo para isso foi cortar o número de desfiles e focar também em vídeos e performances. 'Quisemos deixar o line-up mais dinâmico, pois percebemos que, assim como nós, o público achava que havia muito desfile. O problema, na verdade, não era o número de participantes, mas o formato da apresentação", afirma André Hidalgo, jornalista e idealizador da Casa dos Criadores. 'O desfile não é a única alternativa. Um vídeo, por exemplo, se colocado na internet, tem muito mais alcance.' 

Cada noite dos três dias de evento será encerrada com um encontro em que serão transmitidos pequenos filmes apresentados por diferentes estilistas. 'O que fizemos foi uma adequação do formato pensando na realidade de cada marca. As mais comerciais sustentam o formato desfile, enquanto as mais conceituais encontram outras plataformas como opção', diz André. Segundo ele, a curadoria das grifes participantes também leva em conta a relevância comercial. 'É preciso mostrar um trabalho criativo e original, mas que olhe para o mercado. Foi-se o tempo em que o estilista só pensava em conceito. Se a grife não tem uma realidade comercial, ela não existe', diz André. 

Ronaldo Fraga, André Lima, Samuel Cirnansck, Juliana Jabour e João Pimenta são alguns dos nomes que começaram na Casa dos Criadores e acabaram ganhando destaque no cenário nacional. 

Outros projetos. Nesta edição, a Casa de Criadores traz, também, algumas atrações paralelas à programação oficial. O Grupo Lunelli lança o Portal Fashion Films, primeiro site do Brasil especializado na divulgação de diversos filmes curta metragens de moda. O projeto tem como objetivo trazer visibilidade para a produção dos vídeos de moda, como making of de campanhas e editoriais e filmes produzidos especialmente por marcas e videomakers do mercado. 'Esse portal vai abrigar produções já realizadas e tem curadoria de Dudu Bertholini' O estilista, que é diretor criativo da Lunender, uma das Marcas do Grupo Lunelli, é quem analisa a relevância e a qualidade do conteúdo dos fashion films recebidos. 'A ideia é estimular a produção de fashion films no Brasil. Depois, pode ser que vire um festival, um concurso... É algo que nós estamos apostando muito.'