Reinaldo Lourenço e Gloria Coelho não participam da SPFW

Maria Rita Alonso - Especial para O Estado de S. Paulo

Marca Iódice também está fora desta temporada. Para Reinaldo, a estratégia de venda do 'see now, by now', adotada pelo evento, é um erro

O inverno de Reinaldo Lourenço foi apresentado na última edição da SPFW, em outubro de 2016.

O inverno de Reinaldo Lourenço foi apresentado na última edição da SPFW, em outubro de 2016. Foto: FELIPE RAU/ESTADAO

A São Paulo Fashion Week vai divulgar nesta segunda-feira, 6, o line-up completo da semana de moda mais importante da América Latina, mas grandes estilistas já anunciaram que vão ficar de fora desta edição. A ausência de Reinaldo Lourenço e Gloria Coelho, dois dos maiores designers brasileiros, é a notícia que chama a atenção uma semana antes da SPFW, que começa no dia 13 de março. A marca Iódice também anunciou que não se apresentará.

Para Reinaldo Lourenço, a estratégia do 'see now, by now', adotada pelo evento, na qual as roupas desfiladas são imediatamente colocados à venda, não funciona. "Eu e a Gloria já fizemos o desfile de inverno em outubro e não teríamos o que mostrar agora. Quando você cria uma coleção como eu, existe todo um processo criativo e uma magia que não acredito que terá nesse ritmo acelerado do 'see now, by now'", diz Reinaldo. 

"A SPFW é importantíssima para mim, eu sempre gostei muito de fazer parte. Mas eu realmente não concordo com o 'see now, by now'. Não estou seguro quanto a esse processo de venda, não estou conseguindo me adaptar e não quero fazer isso por enquanto", fala o estilista sobre o formato que está sendo adotado mundialmente.

Por outro lado, a semana de moda que ocorre na capital paulista traz estreias de quatro novas marcas: Sissa, A. Niemeyer, Fabiana Milazzo e a TIG, todas elas comandadas por jovens estilistas. Outra novidade é a volta da marca carioca Reserva ao evento, depois de um intervalo de quatro anos.