Psicodelia, dourado e paetês nas passarelas de Paris

afp - O Estado de S.Paulo

Chloé, Paco Rabanne e Balmain desfilaram na quinta-feira, 2, na capital francesa

O universo psicodélico da Chloé.

O universo psicodélico da Chloé. Foto: Valerio Mezzanotti/The New York Times

As passarelas de Paris brilharam com paetês e dourado na quinta-feira, 2, enquanto a diretora criativa da Chloé deu adeus à marca com um desfile inspirado nos anos 1970 e no ‘otimismo psicodélico’.

Depois de seis anos, Clare Waight Keller apresentou no terceiro dia da semana de moda sua mais recente coleção para a Chloé, grife a qual Karl Lagerfeld trabalhou por quase duas décadas.

Os anos 1970 retornaram ao seu último desfile com decotes arredondados, vestidos curtos com rendas e transparências. O objetivo era criar um visual de ‘otimismo psicodélico’.

“Waight rejuvenesceu o espírito de Gaby (Aghion, o fundador da marca) com uma atitude elegante e fresca. Ela fez uma mistura feminina e masculina com looks esvoaçantes, vestidos leves e uma pegada ‘tomboy’", disse o presidente da Chloé, Geoffroy de La Bourdonnaye.

A grife faz parte do grupo suíço Richemont e pediu ‘paciência’ para divulgar o nome do sucessor de Claire, mas o WWD apontou Natacha Ramsay-Levi, braço direito de Nicolas Ghesquière, da Louis Vuitton, como a nova diretora criativa. 

Paco Rabanne trouxe muito metalizado.

Paco Rabanne trouxe muito metalizado. Foto: AFP PHOTO / ALAIN JOCARD

Fiel ao estilo tradicional de Paco Rabanne, o director artístico Julien Dossena optou por roupas de metal, com dourado e paetês prata. As costas foram expostas e saias evocaram cangas praia.

A nova coleção também olha para o futuro, com vestidos que combinam tecidos e formas geométricas, mantendo um estilo sóbrio.

Maximalismo sexy na Balmain.

Maximalismo sexy na Balmain. Foto: AFP PHOTO / bertrand GUAY

Já na Balmain, o dourado foi misturado ao amarelo e laranja na coleção que introduziu uma mulher confiante, embalada pela batida de "Smells Like Teen Spirit" do Nirvana ou uma versão rock de "Sweet Dreams".

Peles, couro, penas e franjas foram colocadas na passarela, sem medo de sobreposição ou exagero.