O red carpet do Grammy 2015

Giovana Romani - O Estado de S.Paulo

Decotes, brilhos e fendas marcam o estilo sexy das famosas no prêmio mais importante da música

Na 57ª edição do Grammy Awards, que ocorreu na noite deste domingo, 8, as famosas foram vestidas para causar. Madonna, uma das primeiras a aparecer no tapete vermelho, surgiu de microvestido Givenchy combinado a botas over the knee, no melhor estilo cabaré. Ou, melhor, no melhor estilo Madonna. A popstar deu a largada para a chegada de outras famosas que levaram o estilo sexy, uma das tendências da temporada, às últimas consequências.

Miley Cyrus que o diga. Seu vestido, assinado pelo estilista Alexandre Vauthier, tinha recortes para lá de estratégicos. E teve ainda a turma do decote V generoso: Lady Gaga, de modelo prateado Brandon Maxwell, Kim Kardashian, de "robe" brilhante Jean Paul Gaultier, Nicki Mijaj, de preto com franjas Tom Ford, e Beyoncé, também de preto, da grife Proenza Schouler. O tom escuro apareceu ainda em uma das melhores produções da noite, o macacão de Gwen Stefani, que esbanjou boa forma ao usar a criação da Versace.
A grife italiana, aliás, confirmou sua vocação para o red carpet e foi escolhida ainda por Nick Jonas (fofo em um terno cinza de visual preppy) e por Ariana Grande (linda com um modelo branco de um ombro só e rabo de cavalo alto). Nova queridinha do mundo pop, Ariana só não fez mais bonito que Taylor Swift, em um ótimo vestido azul, meio curto, meio longo, de Elie Saab. Pura delicadeza com um toque de ousadia. Bem diferente da escolha de Rihanna, última a cruzar o tapete vermelho, que não economizou nas camadas de tule da saia de seu vestido Giambattista Valli. Promete virar meme!

" STYLE="FLOAT: LEFT; MARGIN: 10PX 10PX 10PX 0PX;