Monitores fitness chegam a fones de ouvido, meias e bolas de basquete

Gregory Schmidt - The New York Times

Novos dispositivos tecnológicos ajudam a entrar em forma com muita conectividade

Foto: TONY CENICOLA/NYT

Caixa multifunção

UA HealthBox, US$ 400

O UA HealthBox, da Under Armour, vem com três dispositivos inteligentes: pulseira, balança e um monitor de frequência cardíaca. Todos os dados coletados são registrados em um aplicativo, o UA Record. A pulseira tem um touch-screen monocromático que permite que você inicie uma atividade, como caminhada, corrida ou passeio de bicicleta, e verifique estatísticas como calorias, distância ou controle a música.

A balança minimalista mede peso e gordura corporal e o monitor de frequência cardíaca vem preso a uma cinta elástica para ser usada no peito.Combinado com o aplicativo, o HealthBox fornece um exame preciso de seus objetivos e progresso. 

Foto: TONY CENICOLA/NYT

Basquete com sensor de arremessos

Bola de basquete Wilson X Connected, US$ 199

Para aqueles que adoram um aro e uma tabela, a bola de basquete Wilson X Connected foi criada para ajudar a desenvolver habilidades de arremesso, monitorando-os em tempo real. A bola, com tamanho e peso oficiais, tem um grip durável e quica bem. Mal dá para notar o pequeno sensor instalado em seu interior, que registra arremessos feitos e perdidos, avaliando sua eficiência de diferentes pontos da quadra.

A bola funciona com qualquer aro oficial de 3 metros, mas não para bandeja - os arremessos têm que ser feitos a mais de 2 metros. O sensor não precisa ser carregado e a Wilson diz que ele pode durar até cem mil arremessos, cerca de pouco menos de 300 por dia, durante um ano. Como bônus, o aplicativo tem quatro jogos de treinamento destinados a ajudar a melhorar seu jogo sob pressão.

Foto: TONY CENICOLA/NYT

Fone high tech com garantia contra o suor

Jaybird X2, US$ 180

É importante que os fones de ouvido para monitoramento de fitness tenham bom som e bom ajuste e o modelo X2 wireless da Jaybird equilibra os dois com perfeição. Usando uma tecnologia que chama de Shift Premium Bluetooth Audio, a Jaybird garante som nítido no X2, e os novos encaixes na orelha melhoram o isolamento acústico, bloqueando o ruído de fora.

A empresa também patenteou prendedores em vários tamanhos, projetados para envolver a orelha e manter os fones seguros, mesmo durante exercícios rigorosos. A Jaybird diz que a bateria dura até oito horas com uma única carga, superando até os treinos mais longos. E o X2 vem com garantia vitalícia contra suor.

Foto: TONY CENICOLA/NYT

Pulso fitness

Fitbit Blaze, US$ 200

À medida que aumenta o número de monitores para o punho, fica mais difícil escolher o melhor. A mais nova opção da Fitbit, o Blaze, monitora dados como frequência cardíaca, exercícios, passos e sono, que podem ser vistos em uma tela touch screen colorida. A Fitbit também adicionou três exercícios da FitStar, fabricante de aplicativos comprada no ano passado, que oferece orientação e estatísticas em tempo real durante um treino, e um resumo depois.

O Blaze tem também algumas funções inteligentes, como identificador de chamada, texto de alerta e lembretes de calendário. A pulseira é confortável e pode ser usada o dia todo. As mais estilosas, em couro e aço inoxidável, podem ser usadas para sair à noite. O monitor pode ser retirado para ser carregado e a Fitbit diz que a bateria dura até cinco dias com uma carga completa.

Foto: TONY CENICOLA/NYT

Meias inteligentes para corrida

Meias Sensoria Fitness, US$ 199

Elas parecem estranhas, mas oferecem muitos benefícios. Com sensores têxteis presos na área plantar, as meias inteligentes Sensoria Fitness transmitem dados para um aplicativo móvel por meio de tornozeleiras ligadas às meias.

Pode parecer complicado, mas as meias são confortáveis e as tornozeleiras, imperceptíveis. Elas permanecem firmemente presas. Quando usadas com o aplicativo Sensoria Fitness, produzem uma riqueza de informações em tempo real sobre cadência, pé de aterragem, ritmo e velocidade (por exemplo, descobri que aterrei no meu calcanhar muitas vezes quando corri). Um par de meias vem com uma tornozeleira; a segunda custa US$ 159.

Foto: TONY CENICOLA/NYT

Bateria de vestir

Ampy Move, US$ 75

Todos esses dispositivos precisam de energia e, com o Ampy Move, você pode carregá-los durante o exercício. Trata-se de uma bateria de vestir que capta a energia cinética enquanto você se move. O dispositivo é leve e à prova de suor. A Ampy sugere colocá-lo em uma bolsa ou no bolso para gerar energia durante todo o dia, mas talvez seja mais eficiente usá-lo durante o exercício (um clipe de cinto e uma cinta esportiva ajustável estão disponíveis por mais US$ 30).

Segundo a Ampy, uma hora de exercício pode produzir uma hora de duração para baterias de smartphones. É difícil verificar essa afirmação porque o dispositivo tem apenas quatro luzes de LED que mostram o nível de carregamento, mas depois de 20 minutos correndo na esteira, a leitura no meu aparelho saltou de duas para três luzes.